Início » Jogos » PlayStation 5 vs Xbox Series X [Especificações técnicas]

PlayStation 5 vs Xbox Series X [Especificações técnicas]

Especificações dos novos consoles da Sony e Microsoft foram reveladas; confira o comparativo entre o PlayStation 5 e Xbox Series X

Lucas Lima Por
TB Responde

Os novos consoles da Sony e Microsoft chegam em novembro de 2020 no mercado brasileiro. Os jogos e serviços para os dois videogames são revelados aos poucos, até a data do lançamento. Contudo, a este ponto já temos todas as especificações técnicas do PlayStation 5 e do Xbox Series X. Veja no comparativo abaixo.

comparativo das especificações do xbox series x com o playstation 5

Especificações: PlayStation 5 e Xbox Series X

Componente PlayStation 5 Xbox Series X
Processador (CPU) AMD com arquitetura Zen 2, octa-core a até 3,5 GHz AMD com arquitetura Zen 2, octa-core a 3,8 GHz
Chip gráfico (GPU) AMD com arquitetura Radeon RDNA 2 com frequência de 2,23 GHz AMD com arquitetura Radeon RDNA 2 com frequência de 1,825 GHz
Quantos teraflops 10,28 Tflops com 36 unidades de computação 12 Tflops com 52 unidades de computação
Memória RAM 16 GB GDDR6 a 448 GB/s 16 GB GDDR6 (10 GB a 560 GB/s e 6 GB a 336 GB/s)
Armazenamento interno SSD de 825 GB SSD de 1 TB
Velocidade de transmissão 5,5 GB/s (tamanho original), 8 a 9 GB/s (com compressão) 2,4 GB/s (tamanho original) ou 4,8 GB/s (com compressão)
Armazenamento expansível HD externo USB ou SSD NVMe (PCIe 4.0) com validação da Sony Placa opcional de 1 TB da Seagate ou HD externo via USB 3.2
Drive óptico Blu-ray 4K UHD Blu-Ray 4K UHD
Resolução 4K até 120 Hz, com suporte a 8K 4K até 120 FPS, com suporte a 8K
Ray Tracing Sim Sim

Microsoft Xbox Series X

Temos uma boa disputa entre os consoles da nova geração. Ambos trazem CPUs e GPUs modificadas, mas quem exibe melhores números nas especificações é a Microsoft, com o Xbox Series X embarcando um processador de octa-core de 3,8 GHz, junto a 16 GB de RAM.

Como argumento, a Sony diz que o processador do PlayStation 5 trabalhará com a GPU — AMD RDNA 2 a 2,23 GHz — em uma frequência variável, de acordo com a necessidade do jogo. Os 10,28 Teraflops são inferiores aos 12 teraflops do Xbox Series X, mas ainda assim a japonesa promete uma resolução 8K até em jogos, equiparando-se ao que a Microsoft também diz sobre a nova geração.

Ambos também embarcam a tecnologia ray tracing, com aceleração por hardware. O recurso usa “traçados de raio” para criar melhores efeitos de luz e já era usado no cinema, mas a limitação técnica impedia de trazer a tecnologia aos jogos.

Os consoles trabalharão com SSD para obter velocidades maiores, ainda que o PlayStation 5 tenha uma capacidade de armazenamento menor, a taxa de transferência chega a ser maior que o dobro das especificações do SSD presente no Xbox Series X.

Sony PlayStation 5 e Digital Edition

Vamos ver essa diferença mesmo na prática e o quanto isso é suficiente até que o jogador precise comprar mais armazenamento, via PCIe ou um drive USB. A Sony quer que o PlayStation 5 tenha boots mais rápidos e menos telas de carregamento, do outro lado, a tecnologia “Quick Resume” da Microsoft permitirá iniciar um jogo que fora suspenso sem enfrentar a tela de carregamento.

Tudo pode depender, também, do catálogo e serviços online dos dois novos consoles. A Microsoft vem fazendo um bom trabalho com o Game Pass Ultimate e o Live Gold, tornando o acesso aos jogos mais acessível para mais jogadores, por um valor bem inferior ao da compra de um AAA. Mas, é a Sony que tem os exclusivos desejáveis, pelo menos aqui entre a equipe do Tecnoblog, porém, ainda tem um serviço online precário — só não pior que o Nintendo Switch Online.

Preço e data de lançamento do PS5

A Sony anunciou os preços das duas versões do console em uma transmissão feita em 16 de setembro. A pré-venda começou no dia seguinte, 17. Por aqui, o console será lançado em 19 de novembro.

  • PS5: US$ 499,99 e R$ 4.999 no Brasil;
  • PS5 Edição Digital: US$ 399 e R$ 4.499 no Brasil.

Xbox Series X: preço e data

A pré-venda do Xbox Series X (junto com o Xbox Series S), em outros países, começa em 22 de setembro. O console será lançado em 10 de novembro em todo mundo.

  • Xbox Series X: US$ 499 e R$ 4.599 no Brasil;
  • Xbox Series S: US$ 299 e R$ 2.799 no Brasil.

No caso do Xbox, os preços foram reajustados após a redução do impostos sobre consoles.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Em resumo, embora o marketing da M$ sobre ser o mais poderoso (~20%), a diferença será minúscula, visto que a diferença teórica entre X1X e PS4 (~50%) pro nem era tão grande assim na prática

Thiago Passos (@Burnerman_X)

Errado. Está esquecendo que a Sony tá puxando 10,2tf no limite do limite do GPU, praticamente fazendo overclock. Os 10,2tf anunciados dificilmente serão sustentados, fazendo o console na pratica operar entre 8 e 9tf e com 10tf de pico. O Series X vai conseguir operar a 12tf constantemente graças as CU a mais e clock mais baixo.
Outra coisa que estão ventilando por aí é que a tecnologia de ray tracing da MS também é superior, visto que a Sony mal adentrou no assunto no fórum técnico dela.

A diferença pode ser grande.

Danílio Costa da Silva (@Daniliocs)

Os devs podem reduzir alguns efeitos (de forma imperceptível) no PS e ter os jogos nivelados em termos de desempenho por exemplo, além disso a memoria de vídeo do PS5 não é limitada aos 10GB do Xbox, vai depender do gerenciamento do sistema. Eu também acho que em termos práticos não vai haver diferenças perceptíveis.

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

RT eu sinceramente etou um tanto cético em ambos.
Mas ainda que o tflops constantes sejam baixa, não acredito q a diferença será tão grande pra ser perceptível de forma isolada.
Claro, não vou dizer q vão ser iguais, mas não acho q a diferença seja relevante

Breno (@bbcbreno)

O PS tem uma vantagem significativa tb. A velocidade leitura do SSD é mais do que o dobro q no Xbox.

Claro que isto não torna o PS mais rápido em termos de processamento, porém, se bem aproveitado, o PS poderá trabalhar com texturas mais detalhas/pesadas e isto na prática pode trazer um ganho visual significativo pro PS. Dado que a textura é um fator considerável na hora de avaliar os gráficos de um jogo.