Início » Internet » Google e Facebook medem quarentena no Brasil em cada estado

Google e Facebook medem quarentena no Brasil em cada estado

Facebook mostra estados onde deslocamentos sofreram maior redução; Google revela queda na demanda por restaurantes e mais

Felipe Ventura Por

O Google e o Facebook estão usando dados agregados de localização dos usuários para mostrar os efeitos da quarentena em cada unidade federativa do Brasil durante a pandemia do coronavírus (COVID-19). O Facebook mostra os estados onde os deslocamentos sofreram maior ou menor redução; enquanto o Google revela a queda na demanda por restaurantes, shoppings e estações de transporte público.

Google Maps

Os Relatórios de Mobilidade Comunitária do Google contêm “informações sobre o que mudou agora que as pessoas estão trabalhando de casa, em isolamento ou tomando outras medidas para que a curva da pandemia deixe de ser ascendente”, explica a empresa.

O Google terá relatórios para 130 países. No caso do Brasil, podemos ver que a demanda por varejo e recreação — incluindo restaurantes, shoppings e salas de cinema — despencou 71% se comparada a janeiro de 2020.

A quantidade de pessoas se deslocando até supermercados e farmácias teve queda de 35%, agora que as pessoas procuram concentrar suas compras para evitar exposição ao coronavírus, e/ou recorrem ao delivery.

O volume de usuários que vão até estações de ônibus, trem e metrô caiu 62%, enquanto esse número é de -34% para locais de trabalho — diversas empresas adotaram o modelo de home office.

Google

Os números para São Paulo e Rio de Janeiro são bem semelhantes aos que mencionamos acima. Claro, existem variações regionais: em Santa Catarina, a ida a supermercados e farmácias caiu em quase 50%, enquanto no Pará, a queda foi bem menor (-25%). Também no PA, os deslocamentos para o trabalho se reduziram menos que a média nacional (-19%). O relatório completo tem os números para cada estado.

As informações do Google são obtidas de usuários de celular que têm o Histórico de Localização ligado. A empresa adota a técnica de privacidade diferencial que insere um “ruído” artificial nos dados para impedir que nenhum indivíduo seja identificado. Saiba como desativar seu histórico de localização do Google.

Facebook mede nível de quarentena em cada estado

Enquanto isso, a análise do Facebook revela as tendências de movimentações em nível regional, mostrando se as pessoas ficam perto de casa ou visitam muitas partes da cidade. Isso pode dar uma ideia da eficácia da quarentena em cada estado. É algo semelhante ao índice de isolamento social criado pela In Loco.

O Facebook usa os mapas do Microsoft Bing que, assim como em outros serviços, são divididos em blocos. A análise mede a quantidade de blocos que os usuários visitam a cada dia: quanto menor o número, maior é a aderência à quarentena. Os gráficos — que você confere no final do post — mostram a variação porcentual em comparação com fevereiro.

Aqui, a rede social usa dados agregados de usuários com o aplicativo instalado no celular e com os Serviços de Localização ativados. Saiba como impedir que o Facebook rastreie sua localização.

Isso faz parte do programa Data for Good, que está sendo expandido em meio à pandemia com três novos mapas de prevenção de doenças que indicam a possibilidade de contágio entre pessoas.

Facebook e movimentação por estado

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação