Início » Carro » Tesla lança atualização que faz carros pararem em semáforos

Tesla lança atualização que faz carros pararem em semáforos

A solução reduz por conta própria a velocidade do carro em semáforos, mas ainda exige atenção dos motoristas

Victor Hugo Silva Por

A Tesla deu mais um passo rumo ao seu objetivo de oferecer direção totalmente autônoma até o fim de 2020. A montadora liberou uma atualização em seu sistema que faz carros reduzirem a velocidade em semáforos e placas de “pare” enquanto estiverem no modo semiautônomo.

Tesla Model Y de número 1 milhão (Foto: Reprodução/Twitter)

Segundo a Associated Press, o novo recurso foi anunciado com um comunicado aos usuários. A Tesla afirma que a solução pode ser usada em duas opções do Autopilot: Traffic-Aware Cruise Control, que limita a velocidade do carro ao permitido na via, e Autosteer, onde o sistema assume o volante.

Com o recurso, os carros reduzem a velocidade quando identificam a luz de um semáforo, seja ela verde, amarela ou vermelha. O sistema indica que pretende parar por completo e, se achar seguro continuar, o motorista deve pressionar a alavanca de marchas e acelerar o carro.

Ao apresentar a novidade, a Tesla adiantou que ela ainda não é totalmente confiável e que os motoristas devem continuar mantendo a atenção no trânsito. A empresa explica que, no momento, “o recurso pode não parar para todos os sinais de trânsito” e afirma que seu controle vai melhorar com o tempo por meio de um aprendizado com situações reais.

O plano de fazer o sistema se tornar totalmente autônomo nos próximos meses não é bem recebido por órgãos de trânsito dos Estados Unidos. O Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB), por exemplo, aponta falhas da empresa em ao menos três acidentes fatais.

O último aconteceu em março de 2019, quando um motorista de 50 anos e o Autopilot não frearam, nem desviaram de um caminhão à frente do veículo. Segundo o presidente da NTSB, Robert Sumwalt, este foi mais um caso em que “a dependência excessiva de um motorista no piloto automático da Tesla levou a consequências trágicas”.

A Administração Nacional de Segurança Rodoviária (NHTSA), agência de trânsito dos EUA, informou que vai monitorar de perto o desempanho da nova solução da Tesla. A montadora, por sua vez, afirma que seu piloto automático é confiável e registrou apenas um acidente 4,9 milhões de quilômetros percorridos no quarto trimestre de 2019.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação