Início » Gadgets » TP-Link Deco M4: Wi-Fi de alta velocidade na casa inteira

TP-Link Deco M4: Wi-Fi de alta velocidade na casa inteira

Com tecnologia mesh, TP-Link Deco M4 é indicado para quem quer Wi-Fi acima de 100 Mb/s na casa inteira

Lucas Braga Por

Nem sempre os modens fornecidos pelas operadoras conseguem fornecer cobertura Wi-Fi com qualidade de sinal e velocidade satisfatória na casa inteira. Equipamentos com tecnologia mesh são boas opções para resolver esse problema, e testamos um kit com três unidades do TP-Link Deco M4.

Com facilidade de instalação e promessas de cobertura na casa inteira, o equipamento da TP-Link também funciona como access point e tem funções como controle parental, priorização de dispositivos e comando através da assistente Alexa. Será que vale a pena comprar o Deco M4? A velocidade é boa mesmo? Utilizei o produto nas últimas semanas e conto tudo nos próximos parágrafos.

Análise do TP-Link Deco M4 em vídeo

Design e portas

A unidade que recebi consiste no kit com três equipamentos, com a promessa de Wi-Fi para até 100 dispositivos em casas de 3 a 5 quartos. Nominalmente a cobertura prometida é para 510 m², mas esse número é pensado para residências americanas, com paredes de drywall ou madeira, e não se aplica tanto para as casas brasileiras que costumam ser feitas de alvenaria.

O produto é bastante apresentável e não tem aquela “cara de roteador” com antenas expostas e fios aparentes. Com design sóbrio, o Deco M4 é uma pequena torre em plástico branco com acabamento fosco, com base e topo pretos. Na parte superior, uma espécie espiral circula o logo da TP-Link, que também é um LED indicador colorido (que pode ser desligado, inclusive com programação por horário).

Na parte traseira, um pequeno rasgo vai do topo até a base, onde ficam localizadas duas portas Gigabit Ethernet. A entrada para fonte de alimentação fica na parte inferior. Se fosse dar um palpite para a equipe de design da TP-Link, iria sugerir que as portas de rede ficassem junto da entrada de energia: isso iria permitir esconder os cabos com maior facilidade.

Configuração

A configuração é simples. É necessário baixar o app para Android ou iOS e criar uma ID da TP-Link. O primeiro passo é colocar uma das unidades próximo ao modem da sua operadora e seguir as instruções do aplicativo. Com a luz indicador azul, o smartphone consegue detectar o equipamento e prossegue com a escolha do nome da rede (SSID) e senha de acesso.

O próprio app permite que o celular se conecte automaticamente com a nova rede, sem necessidade de ir até os ajustes e digitar a senha. No meu caso, a conexão com o modem da minha operadora foi feita através de IP Dinâmico (DHCP), mas é possível também configurar com IP estático, PPPoE e outros tipos de autenticação.

Depois de ativar a unidade que ficará conectada ao modem da operadora, é necessário adicionar individualmente os equipamentos adicionais. O legal é que você pode comprar pontos adicionais para expandir a cobertura, sendo possível até mesmo utilizar modelos diferentes da família Deco. Assim, é possível usar o Deco M4 combinado com o M5, por exemplo, ou mesmo com modelos como E4, irmão do M4 que não possui porta Gigabit Ethernet e é mais barato.

Recursos

O Deco permite uma série de configurações que a grande maioria dos roteadores comuns não incluem, como VLAN (inclusive para dedicar portas Ethernet a receptores IPTV), QoS (prioridade de dispositivos), beamforming e controle parental.

A parte de QoS funciona bem: após definir a velocidade de download e upload da banda larga, é possível definir quais dispositivos devem ter alta prioridade.

A parte de controle parental permite bloquear com facilidade conteúdos para determinados dispositivos, com categorias pré-programadas para conteúdo adulto, jogos, redes sociais, comunicação, streaming de mídia, downloads e sites que remuneram usuários com anúncios e pesquisas. É possível adicionar mais websites manualmente e configurar diferentes filtros para dispositivos específicos.

Algo que me agrada muito é a possibilidade de alterar o modo de operação de Roteador para Ponto de Acesso. Isso transforma as unidades Deco em meros access points, já aproveitando a rede existente. Na prática isso é possível com praticamente qualquer roteador, bastando desativar o servidor DHCP e inutilizar a porta WAN, mas ter uma função dedicada permite configuração mais fácil para quem não é entendido do assunto.

Usar o roteador como ponto de acesso pode ser interessante nos dias de hoje: vários modens atuais das operadoras de banda larga não permitem funcionamento no modo bridge (Vivo e Oi Fibra, estou olhando para vocês!). Ao plugar um roteador em outro equipamento com função de roteador, o usuário se conecta em um NAT duplo, podendo ocasionar problemas em jogos online e aplicações que necessitam de portas entrantes.

É válido lembrar que na função Ponto de Acesso o Deco não opera mais como gateway, e serviços como controle parental e QoS deixam de funcionar.

Uma parte que pode incomodar usuários mais exigentes é que todos os ajustes e configurações do Deco exigem o aplicativo do smartphone. O roteador até possui uma interface web acesível pelo IP do gateway, mas serve apenas para visualizar informações sobre dispositivos conectados, atualização de firmware e reinício.

Interface web do Deco M4

Alexa e IFTTT

Um dos diferenciais de casas conectadas no ano de 2020 é suporte a assistentes virtuais, e o Deco M4 possui integração com a Amazon Alexa. O problema é que a skill da TP-Link não suporta português, apenas inglês, alemão e japonês. Isso é um pouco chato, e a caixa do produto não esclarece esse “detalhe” logo de cara.

Eu entrei em contato com a TP-Link do Brasil e fui informado que a empresa não tem data para disponibilizar a skill em português na Amazon Alexa por conta da pandemia de coronavírus. É um pouco chato, mas também não vejo tanta utilidade nos recursos disponíveis para a assistente de voz.

Outro recurso legal é a integração com IFTTT, e a própria TP-Link disponibilizou alguns atalhos interessantes, como desligar as luzes ao sair de casa (o roteador irá identificar quando o smartphone se desconecta da rede) ou enviar notificação quando alguém chegar em casa. Na prática, a integração com IFTTT acaba “resolvendo” a falta de comunicação com a Alexa, já que é possível utilizar os atalhos pela assistente da Amazon.

Desempenho e sinal

O Deco M4 é um roteador no padrão 802.11ac (Wi-Fi 5) AC1200, sendo 867 Mb/s em 5 GHz e outros 300 Mb/s em 2,4 GHz. O produto fica na mira de usuários de banda larga com velocidades acima de 100 Mb/s, uma vez que todas as portas de rede utilizam padrão Gigabit Ethernet.

Com três unidades, foi possível cobrir minha casa inteira com folga. A velocidade alcançada varia com o posicionamento dos equipamentos, e o aplicativo exibe qual unidade é a fonte de sinal e a respectiva potência.

A grande vantagem das redes mesh é que você não precisa confiar tanto na potência de sinal de um único equipamento: próximo das unidades adicionais, você terá uma conexão com maior velocidade, estabilidade e latência. Aos poucos, movendo os Decos pela casa, foi possível encontrar a melhor relação custo-benefício para cobrir todos os ambientes com a melhor velocidade possível.

Na minha casa, o melhor posicionamento foi o ilustrado na planta abaixo. Foi a opção que me trouxe maior sinal entre as unidades, com indicador no máximo e alcançando a velocidade máxima da minha banda larga (200 Mb/s de download e 100 Mb/s de upload) em todos os Decos.

Quando movi o Deco da Copa para o quarto do lado direito do segundo andar, o indicador de sinal apresentava potência média e a velocidade de transferência ficou limitada a 70 Mb/s. Não tem segredo: quanto mais longe os equipamentos estiverem, menor é a velocidade de transferência.

1° andar – apenas Deco repetidor

2° andar – Deco principal em azul, unidade repetidora na Copa

Na transferência de arquivos, o Deco apresenta velocidades consistentes. É claro que isso varia muito de local para local e fica longe dos 867 Mb/s nominais do padrão, mas os resultados provam que o Deco M4 deve atender com folga a expectativa da maioria das pessoas.

Teste e localização Velocidade média em 2,4 GHz Velocidade média em 5 GHz
Ambos os laptops próximos ao Deco principal 114,9 Mb/s 372,3 Mb/s
Laptop 1 próximo ao Deco principal
Laptop 2 próximo ao Deco secundário
109,1 Mb/s 351,4 Mb/s
Laptop 1 próximo ao Deco principal
Laptop 2 na Sala de Estar
107,3 Mb/s 325,2 Mb/s
Laptop 1 na Varanda
Laptop 2 na Sala de Estar
64,2 Mb/s 106,7 Mb/s
Laptop 1 na Sala de Estar
Laptop 2 no Quarto 1
109,8 Mb/s 330,4 Mb/s

Além de dividir internet para os dispositivos, o Deco M4 é uma excelente opção para quem utiliza a rede doméstica para transferência de arquivos e outras aplicações que exigem um pouco mais de desempenho. Com suporte a MU-MIMO (múltiplos usuários com múltiplo input e output), é perfeitamente possível usar o produto como backhaul de Ethernet para desktops sem placa Wi-Fi e outros dispositivos (smart TVs mais antigas, por exemplo).

Conectei um computador na porta LAN do Deco principal e um HD externo NAS no Deco secundário, e foi possível transferir arquivos com velocidade média de 362,8 Mb/s. É um desempenho melhor do que se fosse com um cabo de rede CAT5, limitado ao máximo teórico de 100 Mb/s.

Vale a pena?

Falando especificamente de desempenho, vale sim. O kit com três equipamentos foi suficiente para cobrir minha casa toda com boa velocidade e substituiria com elegância meus três pontos de acesso conectados via cabo Ethernet. Com uma solução simples e de fácil instalação, o Deco M4 é altamente adequado para apartamentos grandes, com quatro ou mais quartos, além de casas com dois andares.

A facilidade de instalação permite que mesmo desentendidos de tecnologia ampliem a rede Wi-Fi doméstica e gerenciem a rede, sem maiores dificuldades. O desempenho de um roteador mesh é muito superior aos repetidores convencionais, que normalmente se aproveitam de sinal fraco de uma rede sem fio existente e expande a cobertura com baixa velocidade, latência alta e desempenho insatisfatório.

O problema é que a facilidade tem um preço, que não é baixo: no momento da publicação desse review, é possível encontrar o kit com três peças por volta de R$ 1.700, enquanto o kit de duas unidades pode ser encontrado na casa dos R$ 1.200.

É possível ter desempenho semelhante por menos, mas existe todo um trabalho para passar cabo de rede na tubulação, crimpar as pontas e configurar outro roteador como access point. Para quem não precisa de portas Gigabit Ethernet, vale a pena dar uma olhada no Deco E4, que custa cerca de R$ 800 no kit duplo e R$ 1.200 no kit triplo.

Especificações técnicas

  • Processador: Qualcomm Dual Core
  • Memória RAM: 128 MB
  • Portas: Gigabit Ethernet (x2) híbrida de WAN e LAN
  • Rádio: 802.11ac, frequências de 2,4 GHz e 5 GHz, MU-MIMO, 2 antenas internas
  • Velocidade nominal: 300 Mb/s em 2,4 GHz e 867 Mb/s em 5 GHz
  • Conectividade: IPv4, IPv6
  • Modos de operação: Roteador (servidor DHCP), Access Point (cliente DHCP)
  • Serviços extras: Amazon Alexa (indisponível em português), IFTTT e TP-Link Cloud
  • Recursos: rede de convidados, relatórios de dispositivos, controle parental, controle de banda (QoS), Beamforming,
  • Dimensões: 90,7mm de diâmetro e 190 mm de altura

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

O Mesh você não vai ter que ficar mudando de rede manualmente porque só vai ter uma rede.

Se ficar mudando a rede manualmente não o incomoda, não tem motivos pra migrar.

Adriano Angelo (@Angelo)

Esse roteador tem OpenDNS?

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Uma dúvida, estou terminando em breve a construção da minha casa (316m²). Ela é de 1º andar e já previ a instalação de cabos de rede para as TVs e escritório.

Nesse caso, para fazer essa distribuição via cabo, fora os decos eu precisaria de um switch?

Marcos Oliveira (@marcosoliveiran)

É um excelente roteador, porém acredito que por esse preço compense mais partir para linha Archer C7 ou C6, que inclusive receberam compatibilidade para o padrão Mesh através de atualização de firmware.

Na minha casa utilizo um Archer C6 e não tenho do que reclamar quanto ao desempenho, inclusive jogo via wi-fi no Xbox One e a conexão é excelente no 5G, latência sempre baixa.

Tulio Eduardo (@Tulio_Eduardo)

Esse é o próximo upgrade que pretendo fazer, esse equipamento já está na minha lista, não vejo a hora de colocar o Deco M4 aqui em casa.

João Ferreira (@joaolmf)

Eu acho que tudo vai depender do tamanho da casa, e da velocidade do link de internet.
Minha casa é pequena, um simples roteador (WDR 4300), com 3 antenas, atende a casa toda. E, meu link de internet é 100MB, então teoricamente não preciso de um gigabit.
Mas concordo que, a facilidade e recursos que esse roteador tem, é uma “mão” na roda.

Reginaldo Ribeiro (@Reginaldo_Ribeiro)

Como o Higa disse aqui nos comentários uma vez, Mesh é uma das melhores coisas já inventada, junto da internet e do ar condiconado.

Lucas Cecílio 🏳️‍🌈 (@lukke.ya)

Não sei como está configurado na sua casa, mas na minha tenho uma situação parecida. No primeiro andar, tenho um roteador da net, instalado na sala, já no segundo tenho um AP da tp-link, conectado com o da operadora via cabo de rede. No caso, eu configurei o mesmo SSID e senha nos 2 aparelhos, e coloquei-os em canais diferentes, então, caso um aparelho saia do alcance do aparelho da sala, ele se conecta com o outro sem que eu precise trocar de rede. O único problema é que esse aparelho da tp-link não suporta rede 5Ghz, mas para alguns aparelhos não faz diferença, já que na família são poucos os que tem dispositivos compatíveis com a tecnologia.

Lucas Braga (@LucasBraga)

OpenDNS? Dá pra configurar qualquer roteador, é só trocar o DNS para 208.67.222.222 e 208.67.220.220

Raul Amoretti de Souza (@djlito)

Eu tenho o nova MW6 gigabit com 3 unidades, só pelo prazer de ter apenas UMA rede, independente se esta pegando 2.4 ou 5Ghz… já dá um alívio! custou por volta de R$ 1200, antes da pandemia estava uns R$ 800,00.
É uma nova vida! Antes tinha 4 redes e ainda assim tinha alguns cantos de casa que tinha que tinha sombra, fora os problemas de erros cascateados, ter que reiniciar roteador, etc… Agora não tenho mais essas dores de cabeça e estou pronto para até 1000 MB de internet. Na minha conexão uso 2 conectados via cabo entre eles e mais 1 solto apenas pelo wi-fi. Ficou perfeito!

Jedielson (@Jedielson)

O ideal seria nem precisar usar cabos pra conectar os Deco, mas nesse caso sim, dado que ele o principal só tem duas portas e uma é a Wan já ocupada pelo cabo da operadora.