Início » Telecomunicações » Claro ativa rede 5G em bairros de São Paulo e Rio de Janeiro

Claro ativa rede 5G em bairros de São Paulo e Rio de Janeiro

Claro demonstra 5G com velocidades ultrapassando 400 Mb/s; serviço utiliza mesmas frequências usadas com 2G, 3G e 4G

Lucas Braga Por

A Claro terá uma adoção prematura do 5G no Brasil, sem esperar o próximo leilão da Anatel. Utilizando a capacidade atual das tecnologias 2G, 3G e 4G, a operadora inicia a operação comercial do 5G com compartilhamento dinâmico de espectro (DSS). A empresa demonstrou em evento velocidades na casa dos 400 megabits por segundo; a cobertura será restrita a alguns bairros de São Paulo e Rio de Janeiro.

Loja da Claro

Os testes foram demonstrados pela operadora no estádio Allianz Parque, com a comparação das velocidades alcançadas nas tecnologias 4G, 4,5G e 5G. Além disso, tivemos uma prévia das possíveis velocidades do 5G no país após aquisição de capacidade em 3,5 GHz no próximo leilão de frequências. A rede foi construída em parceria com Ericsson, e o único smartphone inicialmente compatível é o Motorola Edge.

A Claro diz que seu serviço de quinta geração é até 12 vezes mais rápido que a rede 4G tradicional. Confira os números:

Tecnologia Velocidade de download Latência (ping)
4G 21,1 Mb/s 21 ms
4,5G (LTE Advanced Pro) 210 Mb/s 26 ms
5G 414,6 Mb/s 15 ms
5G após o leilão 1,27 Gb/s 12 ms

O 5G DSS da Claro utilizará a frequência de 2.600 MHz (banda n7), com até 20 MHz de capacidade para download e outros 20 MHz para upload. O arranjo utilizado foi MIMO 4×4, e será possível utilizar agregação de portadora com as faixas de 700 MHz e 1.800 MHz.

Uma boa notícia é que não será necessário pagar mais para usar o 5G, sem a necessidade de aderir a planos específicos com acesso à tecnologia. No entanto, a companhia recomenda o Claro Pós de 50 GB para quem comprar o Motorola Edge, por conta da quantidade de dados adequada para uma melhor experiência.

Bairros de São Paulo e Rio de Janeiro terão 5G

A princípio, a banda larga móvel de quinta geração terá cobertura restrita apenas a algumas regiões de São Paulo e Rio de Janeiro. A operadora não revelou detalhes sobre expansão para outras regiões e afirma que a escolha dos municípios foi feita baseada no volume de tráfego de dados.

Cobertura em São Paulo

Cobertura no Rio de Janeiro

 

Além disso, vale destacar a cobertura 5G em Paraisópolis: a Claro oferece um hotspot nesta comunidade de São Paulo para utilização da internet em projetos de saúde e educação.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Essa decisão da claro é muito mais marketing do que comercial/financeiro porque poucos vão utilizar tal rede. Ela vai viver mais ociosa do que em utilização. Ainda vai levar a imagem de ter sido pioneira no 5G. Kkkkk

Raul H. (@raulxgang)

Quando realmente tiver o 5G vai ter marketing de 5.5G, aposto

imhotep (@imhotep)

E lá vamos nós…
Foi a mesma coisa com o 4G.
Foi a mesma coisa com o 3G.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Pior que como estão usando as frequências do 4g, conforme o uso do 5g começar a existir vai piorar a qualidade do 4g, porque obviamente as antenas vão dar prioridade ao 5g.

Hemerson Silva (@Hemerson_Silva)

Não deixa de ser 5G, por mais que muitos fiquem falando de marketing. Ondas milimetricas pode esquecer que é problemático, e o leilão no próximo ano ainda é incerto.