Início » Negócios » Slack abre ação contra Microsoft por práticas anticompetitivas

Slack abre ação contra Microsoft por práticas anticompetitivas

Slack abre queixa contra Microsoft devido à práticas anticompetitivas na União Europeia

Bruno Gall De Blasi Por

O Slack anunciou, nesta quarta-feira (22), a abertura de uma ação contra a Microsoft por práticas anticompetitivas na União Europeia. Segundo a empresa responsável pelo mensageiro corporativo, a rival viola as leis de concorrência do bloco europeu ao oferecer injustamente o Microsoft Teams em conjunto com o Office 365.

Slack abre ação contra Microsoft por práticas anticompetitivas (Foto: pankaj-patel/Unsplash)

A ação do Slack aumenta o tom na queda de braço entre as empresas devido aos softwares de comunicação corporativa. A companhia acusa a Microsoft de prática ilegal e concorrência desleal devido ao pacote que engloba tanto a suíte do Office, incluindo o serviço de e-mail, quanto o rival Microsoft Teams.

“A queixa detalha a prática ilegal e anticompetitiva da Microsoft de abusar de seu domínio de mercado para extinguir a concorrência em violação às leis da concorrência da UE. A Microsoft vinculou ilegalmente seu produto Teams ao seu pacote de produtividade Office, que é dominante no mercado, forçou a instalação por milhões, bloqueou sua remoção e escondeu o verdadeiro custo para os clientes corporativos”, explicam.

À Bloomberg, a Microsoft afirma que irá colaborar com as autoridades para prestar esclarecimentos sobre o assunto. “Criamos o Teams para combinar a capacidade de colaborar com a capacidade de conectar-se por vídeo, porque é isso que as pessoas querem. Com a COVID-19, o mercado adotou o Teams em números recordes, enquanto o Slack sofreu com a ausência de videoconferência”, dizem.

Agora, cabe à Comissão Europeia avaliar e decidir se irá abrir ou não uma investigação contra a Microsoft.

Com informações: Bloomberg, Financial Times e Slack

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Tá ficando chato essa puxação de saco da união europeia

Matheus (@UmMatheus)

O engraçado dessa história é que quando a Microsoft lançou o Teams, a Slack pagou uma página inteira no New York Times dando “boas vindas” a concorrência.

Se foi um gesto nobre ou de arrogância por achar que a Microsoft não conseguiria competir com eles, eu não sei. Mas que hoje eles devem se arrepender dessa propaganda, disso eu tenho certeza.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Um dia da caça, outro do caçador. Hehe.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

Legal o textão falando de que “copiar não adianta” e “precisa amar comunicação”, aí a Microsoft só copia os principais recursos e integra no Office. Pronto, matou toda a filosofia do Slack haha

Como aplicação, acho o Teams meio travado e faltam alguns recursos básicos, mas atende o dia-a-dia e a parte de conferência de vídeo funciona muito bem. A Microsoft já tem muita força no mercado corporativo, só adicionar ao Office que o Slack já perde muito atrativo.

Não precisa ser melhor, só o suficiente quando você é uma das big tech.

@ksio89

Empresas tão abusando também dessa legislação europeia, daqui a pouco qualquer concorrente que se destacar vai ser acusado de práticas anticompetitivas.

Uriel (@Uriel)

Você hoje tem todos esses número enormes de serviços graças a um processo destes contra a MS.
Não teria google, nem vídeo, nem nada na web.

Uriel (@Uriel)

Concorrência é uma coisa!
Deslealdade é outra.

Uriel (@Uriel)

Não é destaque estar junto com algo destacado.
É [g]o[z]ar com o pau dos outros kkkk

É como filho do patrão se gabar por ter emprego na empresa do pai!

Jhonny (@jokalokao)

Não parece ser anticompetitivo. Além disso o teams nao chega perto do Slack.

PS: muitas empresas estão se afastando do Office 365 devido a questão de privacidade da informação

LengoTengo (@LengoTengo)

O Slack é caro e afirma dia e noite ser melhor que o Teams.

Parece o Dropbox, querendo ganhar no grito. Se eu só preciso do que há no Google Drive e Onedrive, e por eles eu pago menos, o Dropbox para mim nunca vai ser melhor. Dá no máximo empate nas funcionalidades, e perde no preço.

O app do Slack é pesado, o serviço é caro, e eu ainda teria que pagar outras assinaturas para conseguir fazer o trabalho.

O Teams é integrado ao Office, e faço meu trabalho com uma única assinatura.

Melhor porque tem amor pelo que faz? Eu não sou pago por amor, meu querido.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

Na verdade, esse é o sintoma de monopólios mesmo, tudo que uma empresa nova faz acaba perdendo para um concorrente, mesmo que inferior, porque as big techs conseguem colocar isso em um pacote e deixar mais barato para o usuário.

Hoje, é muito complicado concorrer no segmento de qualquer big tech, a expectativa é justamente ser comprada por uma delas. Dropbox, Slack e Spotify acabam constantemente em desvantagem nesse cenário…o que mina inovação.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Ele é o maior da sua categoria e nem de longe é uma empresa pequena e sem recursos.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

O Spotify só tem força por receber muito investimento, mas continua dando prejuízo. A Apple chegou bem atrasada, mas já tem grande parte do mercado a integração no eco-sistema deles torna a captura de usuários muito mais fácil. O Google empurra junto com o YouTube a parte de música, se ficar um pouco melhor, já vale a pena manter só uma assinatura pelos dois serviços.

Basicamente, elas começam com muitas vantagens para oferecer o mesmo serviço. Não é impossível, mas progressivamente mais complicado.

https://macmagazine.uol.com.br/post/2020/07/10/apple-music-se-consolida-na-vice-lideranca-do-mercado-de-streaming-que-cresce-durante-a-pandemia/

LengoTengo (@LengoTengo)

Concordo contigo. É também como o Facebook copiar inovação de outra rede social e ganhar o jogo porque o mundo já está no Facebook.

Só acrescento que a Microsoft joga duro, mas o Slack, por sua vez, é um produto capado, caro e complexo. Slack pode ser superior para alguns usos, mas no twitter de tecnologia estão generalizando com muita facilidade isso de “Teams é cópia mal feita do Slack”. Em outras brigas da MS pode ter sido dessa forma, mas agora é diferente.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Que bom, quem ganha é o consumidor.

Exibir mais comentários