Início » Computador » Notebook Samsung Book X45: bonito e equilibrado (ou quase)

Notebook Samsung Book X45: bonito e equilibrado (ou quase)

Com chip Core i5, 8 GB de RAM e SSD de 256 GB, Samsung Book X45 tem desempenho consistente, mas tela decepciona

Emerson Alecrim Por
Nota Final 8.3

Com preço oficial de R$ 4.829, o Samsung Book X45 é um notebook de categoria intermediária. A ficha técnica do modelo inclui processador Core i5 de 10ª geração, 8 GB de RAM e SSD de 256 GB, além de uma tela de 15,6 polegadas com resolução HD.

Note que esse não é um hardware de ponta, mas também não é um conjunto basicão. Como será então que o Samsung Book X45 se comporta no dia a dia? O desempenho geral é bom? A bateria durante bastante? A tela é de boa qualidade?

Eu usei o laptop por três semanas e conto tudo o que eu descobri sobre ele nas próximas linhas.

Análise do Samsung Book X45 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. O Book X45 foi fornecido pela Samsung por empréstimo. O produto será devolvido à empresa após os testes.

Design e acabamento

No visual, o Samsung Book X45 passa longe da tradição do preto. A unidade testada traz uma carcaça fosca na cor prata que, combinada com o design quase todo baseado em traços retos, causa aquela impressão de produto premium que todo mundo gosta.

É verdade que esse não é um padrão de design totalmente novo — é impossível não lembrar da linha MacBook aqui, mesmo que só um pouco —, mas isso não faz o modelo ser menos bonito.

Samsung Book X45

O acabamento é todo de plástico. Isso vale inclusive para a moldura da tela. Essa característica faz o equipamento transmitir sensação de fragilidade, mas só até você se acostumar com ele. Na verdade, esse material contribui para deixar o notebook relativamente leve: o peso é de 1,94 kg.

Samsung Book X45

Um detalhe que me agradou — e muito — são as duas aberturas que a Samsung colocou na parte inferior do laptop. Ambas servem justamente para isso que você está pensando: expansão de SSD (SATA) ou de memória RAM. Não há perda de garantia nesse procedimento.

Mas tenha cuidado: as duas tampas são de remoção difícil. Você precisa fazer isso com muito cautela para não danificar a carcaça do computador.

Samsung Book X45

Conectividade

Com quase 36 cm de largura e 25 cm de profundidade, o Book X45 não é exatamente um laptop pequeno. A vantagem disso está na facilidade de implementação de várias portas no dispositivo. Pena que a Samsung não levou essa ideia muito a sério.

Não que o Book X45 seja ruim de conectividade, mas ele merecia pelo menos mais uma porta USB na lateral direita. Por ali, encontramos apenas uma porta USB 2.0 tipo A (convencional), o leitor para microSD e um slot para trava de segurança.

Samsung Book X45 - lado direito

No outro lado a situação melhora. Ali o notebook abriga uma porta Gigabit Ethernet, uma USB-C, uma USB 3.0 tipo A, uma HDMI, além da conexão para fones e microfone.

Na conectividade sem fio, o X45 conta com Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 5.0. Tudo funcionou a contento. Conectei os fones Pulse PH320 que tenho aqui ao notebook e não tive nenhum problema com isso.

Samsung Book X45 - lado esquerdo

Tela e webcam

Se não fosse pela tela, o Samsung Book X45 seria um notebook com especificações muito bem equilibradas para um intermediário. Mas o modelo tem um painel LCD de 15,6 polegadas de tamanho com resolução de 1366×768 pixels. É pouco.

Dá para usar o Word ou navegar na web numa boa, por exemplo? Dá. Mas se você colocar esse notebook ao lado de uma tela com resolução melhor, vai perceber como os detalhes são um pouco mais pobres aqui.

Samsung Book X45 - tela

E piora. A Samsung é conhecida pela ótima qualidade de suas telas, mas, no Book X45, o painel é um LCD que não empolga. Assistir a vídeos em tela cheia, por exemplo, vai exigir que você mantenha o laptop bem à sua frente e ajuste a abertura da tela para se livrar daquele efeito que deixa áreas escuras da imagem esbranquiçadas dependendo do ângulo de visão.

Samsung Book X45 - tela

Essa tela é padrão na linha. O Samsung Book X50, versão parecida, mas com processador Core i7, foi equipado com o mesmo painel. Displays melhores só aparecem em linhas mais caras.

Naturalmente, logo acima da tela está a webcam. É curioso como esse item ganhou importância nos últimos meses por conta das chamadas em vídeo e lives. Se você procura um notebook para isso, muita atenção: o Book X45 traz um câmera que, no máximo, gera imagens de 480p. É só um quebra-galho.

Samsung Book X45 - webcam

Teclado e touchpad

A Samsung diz que o teclado do Book X45 tem teclas 10% maiores em relação aos notebooks anteriores da marca. Gostei disso. Como os botões são mais largos, parece que você tem menos chances de apertar a tecla errada por causa da proximidade entre elas.

Samsung Book X45 - teclado

Também soma pontos o conforto: as teclas são fininhas, fazem pouco barulho durante a digitação e têm pressão que não é firme nem dura demais. Para quem passa o dia inteiro digitando, esse é, sem dúvida, um ótimo teclado.

Samsung Book X45 - teclado

Existe um “bônus” muito útil para quem trabalha com números: o equipamento traz teclas numéricas à direita. Ficou faltando um botão de ponto ali, mas tudo bem.

O que é negativo mesmo é a falta de retroiluminação LED. Sonho com o dia em que esse recurso será padrão em notebooks intermediários.

Quanto ao touchpad, nada a reclamar. O componente é amplo, portanto, pode ser alcançado facilmente com as duas mãos, além de ser preciso nos cliques e gestos (como aquele de arrastar dois dedos para fazer rolagem de tela, um dos que eu mais uso).

Samsung Book X45 - touchpad

Desempenho, bateria e software

O processador Intel Core i5-10210U que equipa o notebook é um chip quad-core que entrega bom desempenho, mas sem exigir demais da bateria — o seu TDP máximo é de 25 W. Tudo o que eu testei aqui rodou numa boa: Word, Photoshop, Google Earth, Chrome com várias abas abertas, enfim.

Para o dia a dia, os 8 GB de RAM que acompanham o Book X45 dão conta de praticamente tudo. Em nenhum momento notei demora para deixar em evidência um software em segundo plano, por exemplo.

Neste ponto, o SSD M.2 de 256 GB também merece menção. Graças a ele, o tempo de carregamento do Windows 10 foi de apenas 11 segundos, para você ter ideia.

Esse conjunto é complementado com a GPU Nvidia GeForce MX110. Ela está bem longe de ter o desempenho de um placa de vídeo da série RTX 2000, por exemplo, mas garante alguma diversão.

Asphalt 9: Legends, por exemplo, rodou bem. Com os gráficos no máximo, dá para notar queda na taxa de frames com certa facilidade, mas o jogo não fica imprestável se você deixar essas configurações no nível médio.

Falta falar dela, a bateria. O componente tem 43 Wh e proporciona autonomia de mais ou menos 5 horas. Não é uma média impressionante, mas também não chega a ser indecente.

Para os testes, rodei duas horas de vídeo via Netflix com brilho máximo na tela, joguei Asphalt 9: Legends por 20 minutos e usei o Chrome por cerca de uma hora. Após esses tarefas, a carga da bateria caiu de 100% para 40%. Um detalhe negativo é que não há LED para indicar quando a recarga está em andamento ou concluída.

Eu aproveitei o teste de bateria para prestar atenção no áudio. Os dois alto-falantes na parte inferior notebook não têm volume muito alto, mas o som é claro o suficiente para você curtir um filme ou uma música. Mas é óbvio que a experiência é melhor com fones de ouvido.

Samsung Book X45 - software

Já no quesito software, o Book X45 vem com o Windows 10 Home e alguns aplicativos da própria Samsung, a exemplo do Samsung Flow, que facilita a transferência de arquivos entre o computador e smartphones da marca, e do PC Cleaner, para manutenção do sistema.

Sim, existe trial de antivírus aqui (McAfee LifeSafe). Felizmente, é fácil removê-lo.

Samsung Book X45: vale a pena?

O Samsung Book X45 é um notebook para se ter em casa ou no escritório. Ele não traz hardware de topo de linha, mas tem poder de fogo suficiente para encarar a maior parte das tarefas diárias, com óbvia exceção para jogos pesados ou softwares muito exigentes.

As dimensões físicas fazem o modelo oferecer teclado e touchpad amplos. Usá-lo, portanto, não é uma tarefa desconfortável. O peso inferior a 2 kg facilita o transporte, embora laptops mais compactos sejam os mais indicados para quem precisa de muita mobilidade.

A quantidade de portas é decente, apesar de haver espaço para mais. Já a autonomia da bateria não impressiona, mas também não é ruim. Não esqueçamos do apelo estético: um visual limpo e prateado fosco dificilmente dá errado.

Samsung Book X45

Se novamente lembrarmos da categoria intermediária, este é realmente um notebook quase equilibrado. O “quase” aqui só existe por conta da tela: com um painel full HD, o Book X45 seria imbatível no seu segmento.

Mas, se a Samsung trabalhasse com uma tela melhor aqui, seria exceção. Talvez você já tenha notado que é comum notebooks medianos de várias marcas terem tela com resolução HD no Brasil, um visível movimento de contenção de custos.

Por conta disso e do fato de a tela permitir um bom aproveitamento do equipamento mesmo não sendo um painel lá muito avançado, o Samsung Book X45 vale a pena, sim, mas só se você encontrá-lo por um valor abaixo de R$ 4.500 (ele não vale tudo isso, mas estamos em uma época em que tudo está mais caro do que o habitual).

Mas admito que, se eu fosse usá-lo em casa como meu computador principal, reservaria um bom monitor de vídeo para ele.

Notebook Samsung Book X45

Prós

  • Teclado confortável
  • Touchpad amplo
  • Bateria com boa autonomia
  • Gavetas para expansão de SSD e memória
  • Design agradável

Contras

  • Faltou resolução na tela
  • Teclado sem retroiluminação LED
Nota Final 8.3
Tela
7
Design
9
Bateria
8
Software
9
Desempenho
9
Conectividade
9
Som
7
Teclado
8
Trackpad
9

Especificações técnicas

  • Tela: LCD, 15,6 polegadas, resolução de 1366×768 pixels, camada antirreflexiva
  • Processador: quad-core Intel Core i5-10210U (décima geração)
  • GPU: Nvidia GeForce MX110 com 2 GB de GDDR5
  • RAM: 8 GB de DDR4 (com um slot livre para expansão)
  • Armazenamento: SSD M.2 NVMe de 256 GB
  • Bateria: 43 Wh
  • Conectividade: HDMI (1), USB-C (1), USB 2.0 tipo A (1), USB 3.0 tipo A (1), Gigabit Ethernet, Bluetooth 5.0, Wi-Fu 802.11ac, conexão para fones e microfone
  • Outros: Leitor de microSD, slot para trava de segurança, teclado com teclas numéricas à direita, tampas para expansão de memória e armazenamento, webcam de 480p, dois alto-falantes estéreos de 3 W
  • Sistema operacional: Windows 10 Home
  • Dimensões: 359,5 x 242,8 x 18,9 mm
  • Peso: 1,94 kg

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Banana_Phone

Sempre que eu acho um notebook que parece bacana, com preço legal e com as especificações que eu preciso, acabo não comprando por conta da tela que é HD e de baixa qualidade.
Meu notebook é um Dell 15R de 2014 e a tela é justamente um dos pontos que não me agrada. O HD eu já substitui por um SSD em 2016 e foi o que me permitiu continuar com ele até hoje, mas ele nem tem mais bateria, uso sempre na tomada, o touchpad não é muito bom e a barra de espaço está com problema. Se for pra trocar por um notebook com tela igual, prefiro continuar com esse.

Antônio Vinícius (@avinicius)

Mas, se a Samsung trabalhasse com uma tela melhor aqui, seria exceção. Talvez você já tenha notado que é comum notebooks medianos de várias marcas terem tela com resolução HD no Brasil, um visível movimento de contenção de custos.

Talvez se os veículos nacionais de tecnologia dessem mais importância a isso e parassem de recomendar modelos assim…

Jacques (@fioda)

O legal que dá pra trocar a tela dele por uma decente, o ruim que o custo disso sai muito caro ai o valor não vai compensar.

essa tela foi brincadeira de mal gosto da samsung!

Rodolpho Camargo (@damagedparsley)

Imagina ser trouxa o bastante pra comprar uma porcaria dessas por 5 mil reais?

Matheus Moreno (@Matheusandyou)

Na linha X da Samsung, a melhor opção e mais barata, é o X20, ele vem com 4gb ram e hdd, mas a tela é FullHD.

Matheus Moreno (@Matheusandyou)

É uma linha esteticamente bonita, mas o interior é uma porcaria, tela HD em 2020 e teclado sem retroiluminação é um vexame.

² (@centauro)

Meu problema não é nem tanto com as especificações, que são decentes.
Meu problema é com esse preço absurdo que estão cobrando.

Um Galaxy Book Flex Alpha 2-in-1 da Samsung tem especificações similares (mesma CPU, mesma quantidade de RAM e SSD, mas tem tela touch FHD QLED e teclado retro iluminado) custa US$750 na Amazon.

Esse Book X45 deveria custar um tanto menos.

Danílio Costa da Silva (@Daniliocs)

Comprei um Lenovo Ideapad S145 por 2500, a melhor compra do momento. comprei um SSD de 256 NVMe (1900/1200MB/s) por 200 reais e resolvi 90% do problema. Por 2 mil a menos tenho mais desempenho, já que o Ryzen 5 3500u tem a CPU do mesmo nível desse i5 e a GPU Vega 8 equivalente a uma MX 130, ele só peca na bateria, que dura umas 3h apenas, mas pela diferença de preço compensa. O mercado Brasileiro é uma bosta, e além dos impostos, esse dólar de merd* acima de 5 reais impossibilita qualquer coisa boa chegar por menos de 6k aqui. Triste.

Sobre o review, achei incompleto:
1: Qual o tipo de painel usado? Nível de brilho?
2: Qual o tempo de carregamento da bateria?
3: Qual o padrão dessa porta USB-C? Aceita vídeo via DisplayPort?
4: Qual a velocidade do SSD usado?

Danílio Costa da Silva (@Daniliocs)

750 x 5,00 = 3750 + uns 50% de impostos = 5600. Então provavelmente a Samy iria vender com uma margem maior para compensar a pouca venda nessa faixa, sairia uns 6mil. Não tem milagre no Brasil: precisamos dar uma recuperada na economia (curto prazo), investir na qualificação da mão de obra (médio prazo), redução dos impostos sobre os consumo (gradativamente) e melhoria da educação básica e acesso a superior (longo prazo). Com um dólar a 2 reais e 25% de impostos esse Book Flex Alpha iria custar uns 2 mil reais, um preço bem justo.

² (@centauro)

Sempre bom lembrar que nos US$750 já tem o lucro da empresa e do revendedor embutidos.

Leo (@leonardoroese)

E essa tela é bem ruim mesmo, só recomendo se for usar um monitor. Essa tela só serve para emergência ou usar em mobilidade quando não é possível usar um monitor. Estou escrevendo de uma dessas agora, é bem ruim. Mas o conjunto (tirando a tela) é bom.

Matheus Moreno (@Matheusandyou)

Processadores AMD rodam tudo que funciona no Intel? Tô pensando em comprar um S145 também

Paulo Maciel (@pymaciel)

Acho o Asus X512Fj uma opção melhor, com tela FHD e preço mais em conta.

Ana Lara Viana (@Ana_Lara_Viana)

Vale a pena comprar ele por 3500 com 500 de cashback?

² (@centauro)

Ou seja, por R$3.000.

Por R$3.000 vale mais a pena do que os R$4.500 mencionados na matéria.

E, como sempre, se você precisa de uma máquina nova e esse cabe no seu orçamento E atende as suas necessidades, compre.
Se você pode esperar, sempre existe a possibilidade de apostar na Black Fraude ou esperar as mega liquidações de começo de ano (nos primeiros dias de janeiro). Mas esperar é uma aposta, pode ser que os preços caiam, pode ser que os preços subam.

Exibir mais comentários