Início » Telecomunicações » Alunos de Fortaleza vão receber chip com 20 GB para estudar de casa

Alunos de Fortaleza vão receber chip com 20 GB para estudar de casa

Prefeitura de Fortaleza irá distribuir 240 mil chips de internet móvel e 20 mil tablets para viabilizar ensino remoto

Lucas Braga Por

A prefeitura de Fortaleza (CE) irá fornecer tablets e chips pré-pagos de internet com pacote de dados de 20 GB para alunos e professores da rede pública municipal. A medida deve viabilizar atividades escolares remotas, visto que as aulas presenciais estão suspensas por conta da pandemia.

Pessoa utilizando notebook para estudar

Prefeitura irá distribuir chip com 20 GB de internet

Para habilitar o ensino remoto, a prefeitura irá distribuir 240 mil chips com pacote de dados mensal de 20 GB. A medida deve atender todos os professores e os 231 mil estudantes da rede pública municipal. Além do chip, serão distribuídos 20 mil tablets com pacote de internet para alunos do EJA IV.

Não foram divulgados detalhes sobre o pacote de internet, como qual operadora irá fornecer o acesso ou se haverão limitações a sites e aplicativos que não sejam destinados para o ensino remoto.

Em Fortaleza, a operadora com maior número de acessos é a Oi, que responde por 41,7% de todas as 3,7 milhões de linhas do município, seguida por TIM (28,1%), Claro (20,9%) e Vivo (8,9%).

DF e RS fornecem 4G grátis para Google Classsroom

Além de Fortaleza, outros órgãos públicos têm se movimentado para fornecer acesso gratuito a plataformas de ensino remoto enquanto as aulas presenciais não retornam.

O governo do Distrito Federal fechou parceria com Claro e TIM para levar acesso ao ensino remoto. O acordo não prevê a distribuição de chips, mas sim a liberação do acesso (zero rating) ao Google Classroom nas linhas já existentes.

No Rio Grande do Sul, um contrato de R$ 450 mil mensais foi firmado com Claro, Oi, TIM e Vivo, nos mesmos moldes do Distrito Federal. Alunos da rede estadual podem obter acesso ilimitado ao Google Classroom ao se cadastrarem no aplicativo EscolaRS.

Com informações: Diário do Nordeste

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando