Início » Aplicativos e Software » Apple Music ou Spotify; qual o melhor?

Apple Music ou Spotify; qual o melhor?

Veja o comparativo e descubra qual o melhor app de streaming de música entre concorrentes de peso: Apple Music ou Spotify

Ronaldo GogoniPor

Apple Music e Spotify são dois excelentes apps de streaming de música, mas cada um deles conta com recursos e características exclusivas, especialmente para sair na frente do adversário e conquistar mais ouvintes. Confira a seguir nosso comparativo e descubra qual o melhor, se Apple Music ou Spotify.

Apple Music ou Spotify? (Imagem: Tecnoblog)

Apple Music ou Spotify? (Imagem: Tecnoblog)

Apple Music ou Spotify?

Ambos serviços de streaming de música são bastante completos, trazem milhões de músicas e recursos exclusivos, mas diferem em uma ou outra coisa que possa fazer a diferença, na hora de escolher qual assinar.

A seguir, vamos comparar  o Apple Music e o Spotify em uma série de categorias, e definir qual é o melhor.

1. Disponibilidade

Ambos serviços estão em quase todas as plataformas possíveis, mas o Spotify leva ligeira vantagem:

PlataformaSpotifyApple Music
Navegador (cliente web)✔️✔️
iOS (iPhone, iPad)✔️✔️
Android/Android TV✔️✔️
Windows 10 (app oficial da Microsoft Store)✔️
macOS✔️✔️
TVs LG (webOS)✔️✔️
TVs Samsung (Tizen)✔️✔️
Amazon Fire TV Stick✔️✔️ (skill da Alexa)
Google Chromecast✔️✔️
Consoles PlayStation (PS5, PS4)✔️
Consoles Xbox (Xbox Series X|S, Xbox One)✔️
Dispositivos legados (Windows Mobile, PS3)✔️

O Spotify roda em praticamente todos os dispositivos de mídia modernos, com exceção do Nintendo Switch, por restrições da Nintendo. O app da Apple Music, por sua vez, não possui versões para consoles de videogame e nem para Windows 10.

Além disso, o Apple Music não é compatível com alguns dispositivos legados (que não possuem mais suporte dos fabricantes), como o PS3 e celulares Windows Mobile, em que o Spotify também está presente.

Vencedor: Spotify

2. Catálogo

Spotify no laptop (Imagem: sgcdesignco/Unsplash)

Spotify no laptop (Imagem: sgcdesignco/Unsplash)

Em termos de quantidade de músicas, uma não fica devendo à outra. O Spotify oficialmente informa que possui um catálogo de mais de 50 milhões de faixas, enquanto a Apple afirma que seu serviço ultrapassa a marca de 60 milhões. Na prática, não tive nenhuma dificuldade em encontrar músicas de diversos gêneros e artistas, de Dizzy Gillespie e Tom Zé, a K/DA e Hoodoo Gurus.

As coisas se complicam para a Apple quando saímos das músicas e passamos para os podcasts, isso porque o Spotify é um app “tudo em um”: você tem acesso tanto a suas músicas e seus programas favoritos apenas mudando de aba, enquanto o Apple Music só tem músicas. Para ouvir podcasts, é preciso abrir o app dedicado Podcasts no iPhone ou Mac.

Vencedor: Spotify

A propósito, ouça o Tecnocast no Spotifyno Apple Podcasts.

3. Qualidade das faixas

Apple Music (Imagem: Daniel Canibano / Unsplash)

Apple Music (Imagem: Daniel Canibano / Unsplash)

A qualidade de áudio do Spotify é variável, conforme o plano e a plataforma. Nos apps móveis e para desktop, o serviço usa o formato HE-AACv2 de 24 Kb/s, e o Ogg Vorbis em 96, 160 e 320 Kb/s, sendo este último apenas para assinantes pagos. No web app (navegador) o formato usado é o AAC, em 128 Kb/s (plano gratuito) e 256 Kb/s (Premium).

O Apple Music, por sua vez, usa apenas o formato AAC e numa qualidade de áudio fixa, de 256 Kb/s. Assim, o Spotify tem uma ligeira vantagem na qualidade máxima, sem falar que o formato Ogg Vorbis tende a ocupar menos espaço em celulares.

Vencedor: Spotify

4. Sistema de recomendações

Spotify (Imagem: Cottonbro/Pexels)

Spotify (Imagem: Cottonbro/Pexels)

O sistema de recomendações é bem parecido em ambas as plataformas. No Apple Music, a seção “Recomendadas para você” oferece estações de rádio baseadas nas músicas que você já ouviu, desde um mix personalizado a opções separadas por artista, mostrando outros similares.

Há recomendações de músicas novas de artistas que ouviu, uma aba que mostra o que seus amigos estão ouvindo no momento, e a aba “Feito para você”, com playlists temáticas que são atualizadas todo domingo.

No Spotify, a aba “Descobertas da semana” oferece uma playlist selecionada via algoritmos, com músicas que o app acha que você vai gostar, se baseando no que você ouviu. Diferente do Apple Music, em que o app seleciona canções próximas do que você ouve, o Spotify tenta “adivinhar” o seu gosto, usando aprendizado de máquina para aprender com suas preferências. Quanto mais você ouve, melhor ela vai ficar.

Resultado: empate

5. Recursos exclusivos

Aba "Rádio" do Apple Music (Imagem: Reprodução/Apple)

Aba “Rádio” do Apple Music (Imagem: Reprodução/Apple)

Tanto o Apple Music quanto o Spotify contam com o recurso Radio, que são seleções musicais contínuas catalogadas por artistas similares, gênero, período, região ou país e outros temas, mas a Apple tem um adicional exclusivo, as estações Apple Music 1, Apple Music Hits e Apple Music Country.

Tratam-se de estações de rádio tradicionais, com apresentadores, atrações fixas e programação ao vivo, 24 horas do dia. A Apple Music 1 traz música pop, rap, R&B e música alternativa, a Apple Music Hits toca clássicos do rock e pop, e a Apple Music Country, música country norte-americana.

A lista de apresentadores fixos conta com nomes como Jenn Marino, Zane Lowe, Ebro Darden e Matt Wilkinson, entre outros, além de participações especiais de artistas convidados. Dessa forma, o Apple Music vence pela “novidade” de contar com um recurso à moda antiga.

Vencedor: Apple Music

6. Preço

Os planos pagos do Spotify são bem diversos. Confira:

  • Premium Individual: R$ 16,90/mês;
  • Premium Universitário: R$ 8,50/mês (apenas enquanto estudante);
  • Premium Duo: R$ 21,90/mês (até 2 pessoas no mesmo endereço);
  • Premium Família: R$ 26,90/mês (até 6 pessoas no mesmo endereço).

Além destes, há o plano gratuito que conta com recursos limitados: não permite selecionar faixas, não suporta reprodução offline (download de faixas) e insere anúncios entre as faixas.

Apple Music e Google Chromecast de 2ª geração (Imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)

Apple Music e Google Chromecast de 2ª geração (Imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)

O Apple Music, por sua vez, não possui plano gratuito. O usuário pode testar o aplicativo por 90 dias, mas passado o período, é preciso assinar um dos seguintes planos:

  • Apple Music Individual: R$ 16,90/mês;
  • Apple Music Universitário: R$ 8,50/mês (apenas enquanto estudante);
  • Apple Music Familiar: R$ 24,90/mês (até 5 pessoas).

O diferencial da Apple é o plano Apple One, que reúne Apple Music, Apple TV+, Apple Arcade e iCloud, por preços bastante convidativos:

  • Apple One Individual: R$ 26,50/mês;
  • Apple One Familiar: R$ 37,90/mês (até 5 pessoas).

Considerando o preço apenas do serviço, sem o pacote agregado do Apple One, os preços do Apple Music e Spotify são praticamente os mesmos, com o Spotify levando uma ligeira vantagem no plano familiar, por permitir uma pessoa a mais por uma diferença de apenas R$ 2.

Na média, o valor individual da assinatura familiar custa R$ 4,48 por pessoa no Spotify, e R$ 4,98 no Apple Music.

Vencedor: Spotify

Qual o melhor? Spotify

Tecnocast no Spotify (Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Tecnocast no Spotify (Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Tanto o Apple Music quanto o Spotify são excelentes apps de streaming de música, mas o segundo marca pontos extras principalmente por ter mais tempo de estrada. Ele está presente em mais dispositivos que o concorrente, é capaz de reproduzir áudio em uma qualidade superior, e suporta podcasts de forma nativa.

O Apple Music se destaca pela curadoria especializada, ao contar com locutores e programas ao vivo, como numa rádio tradicional, mas na contagem final, o Spotify ainda é a melhor opção.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação