Início » Finanças » Nubank lança cartão de crédito sem anuidade na Colômbia

Nubank lança cartão de crédito sem anuidade na Colômbia

Após Nubank anunciar expansão, 250 mil pessoas na Colômbia se inscreveram na fila para criar cartão de crédito

Victor Hugo Silva Por

O Nubank lançou nesta quinta-feira (22) seu cartão de crédito sem anuidade na Colômbia. O banco, que havia anunciado sua chegada ao país em setembro de 2020, começou a enviar o cartão para quem está na lista de espera. Ao todo, mais de 250 mil pessoas aguardam para abrir suas contas.

Cartão Nubank (Imagem: Divulgação)

Cartão Nubank (Imagem: Divulgação)

Nas próximas semanas, o Nubank enviará o cartão de crédito para cerca de 3 mil pessoas selecionadas aleatoriamente para participarem da fase beta. Elas receberão por e-mail um convite para baixar o aplicativo, concluir o cadastro e, então, esperar a chegada do cartão. O banco não revelou quando concluirá a análise de todos os pedidos na lista de espera.

Nubank amplia presença na América Latina

A Colômbia é o terceiro país em que a empresa lança o seu cartão de crédito. Por lá, ela se chama apenas Nu – o nome também é usado no México, o outro país em que a instituição financeira opera além do Brasil. Segundo a fintech, sua entrada no mercado colombiano marcará a chegada da “primeira instituição financeira 100% digital do país”.

As equipes do Nubank no vizinho sul-americano estão trabalhando de casa por conta da pandemia do novo coronavírus. Apesar disso, a empresa mantém seu plano de criar um centro de engenharia, design e ciência de dados.

Como acontece no Brasil, o setor bancário da Colômbia é controlado por poucos bancos: no país, cinco empresas detêm cerca de 80% do mercado. Além dos concorrentes, a fintech encontrará um cenário em que maius de 70% das transações acontecem com dinheiro vivo e seis milhões de adultos não têm acesso a produtos financeiros.

O Nubank tem 34 milhões de clientes, sendo mais de 30 milhões no Brasil. Do total, há mais de 20 milhões de usuários do cartão de crédito. No México, onde ele foi lançado em março de 2020, há 1 milhão de pessoas na lista de espera. Enquanto trabalha na implementação na Colômbia, a fintech já avalia oferecer seus serviços para outros países.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando