Início » Internet » Facebook e Google preparam cabos submarinos para ligar América e Ásia

Facebook e Google preparam cabos submarinos para ligar América e Ásia

Cabos submarinos de Facebook e Google para melhorar a conexão de internet entre as regiões serão concluídos até 2024

Victor Hugo Silva Por

O Facebook e o Google estão trabalhando juntos para melhorar a conexão de internet entre América do Norte, Indonésia e Singapura. As empresas preparam cabos submarinos com empresas asiáticas de telecomunicações. A instalação dos cabos precisa ser aprovada por reguladores, mas a expectativa é de que eles sejam concluídos em até três anos.

Facebook

Facebook (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)

O plano prevê fazer os países se ligarem por meio de dois novos cabos submarinos: Echo e Bifrost. O Facebook está envolvido no desenvolvimento de ambos e, segundo, seu diretor para investimentos em rede, Kevin Salvadori, eles serão os primeiros a seguirem uma nova rota pelo Mar de Java, na Ásia.

“Eles aumentarão a capacidade submarina geral no transpacífico em cerca de 70%”, disse Salvadori à Reuters. O executivo afirmou que os dois cabos serão “um investimento muito significativo no Sudeste Asiático”, mas não revelou o valor que a empresa deve destinar a estes projetos.

O cabo submarino Echo será financiado por Facebook, Google e a operadora de telefonia da Indonésia, XL Axiata, e deverá ser concluído em 2023. O cabo Bifrost, por sua vez, é um projeto entre o Facebook, Telin (uma subsidiária da operadora da Indonésia Telkom) e o grupo de Singapura, Keppel. A expectativa é de que este seja concluído em 2024.

Investimentos do Facebook na Ásia

Os cabos submarinos ainda precisam ser autorizados por órgãos reguladores asiáticos, mas marcam um novo investimento de rede do Facebook na Ásia. Em 2020, a empresa anunciou o plano de implantar 3.000 km de fibra na Indonésia, além de oferecer pontos de acesso Wi-Fi públicos no país.

A empresa segue trabalhando com o Google em um cabo submarino que ligará os Estados Unidos a Taiwan e às Filipinas. O projeto, batizado de Pacific Light Cable Network, também previa uma conexão com Hong Kong, mas o desenvolvimento deste trecho foi interrompido por conta de preocupações com segurança apontadas por reguladores americanos.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando