Início » Aplicativos e Software » Windows 10 vai resolver problema de reorganizar apps em múltiplos monitores

Windows 10 vai resolver problema de reorganizar apps em múltiplos monitores

A Microsoft anunciou uma correção para o bug que mudava programas de lugar durante inatividade do monitor externo no Windows 10

Ana MarquesPor

Muitos usuários do Windows 10 que usam um segundo monitor já se depararam com um bug incômodo que bagunça os programas na área de trabalho quando o computador entra em inatividade. Há diversos relatos sobre o problema ao longo dos anos – uma breve pesquisa na comunidade da Microsoft revela reclamações recentes e outras mais antigas, de 2019, 2017 e anos anteriores. Agora, aparentemente, a empresa está planejando uma correção para essa falha.

Windows 10 (Imagem: Windows/Unsplash)

Windows 10 (Imagem: Windows/Unsplash)

O problema afeta especialmente quem utiliza um notebook com monitor externo. Quando o monitor adicional entra em hibernação, o Windows entende que ele foi desconectado e reorganiza aleatoriamente os apps.

Um usuário relatou a seguinte situação na comunidade da Microsoft:

Sempre que o monitor entra em estado de inatividade, ele bagunça todas minhas janelas. Costumo usar 4 janelas abertas ao mesmo tempo, dividindo as telas (…). Sempre que o computador fica inativo, ao fazer login, as janelas do monitor 2 vão parar no monitor 1, as janelas do monitor 1 são redimensionadas sem mais nem menos, e as janelas que já estavam abertas e estavam minimizadas ao serem restauradas também são modificadas de tamanho. Além disso, os ícones que eu costumo deixar apenas no monitor 1 também são alterados se juntando todos de um lado apenas do monitor.

Ainda de acordo com o usuário, o problema não resulta na perda de qualquer informação, mas é “extremamente irritante”, pois o obriga a reconfigurar a disposição e o redimensionamento de todas as janelas sempre que acontece.

Correção deve chegar em próxima grande atualização do Windows 10

De acordo com Michelle Xiong, gerente de programa da equipe gráfica da Microsoft, a terminologia técnica usada para descrever esse problema é conhecida como “Rapid Hot Plug Detect (Rapid HPD)”.

A representante afirma que está ciente de como o comportamento afeta as configurações de monitores conectados por DisplayPort, resultando em “rearranjos indesejados na área de trabalho”.

Segundo o comunicado da Microsoft, a empresa já está trabalhando para acabar com essa falha, e uma correção deve chegar para todos os usuários junto à próxima grande atualização prevista para o Windows 10 ainda este ano. No entanto, membros do programa Windows Insiders já podem ter acesso a uma versão beta do sistema livre deste problema (build 21287 ou superior).

Com informações: Microsoft e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando