Início » Aplicativos e Software » Windows 11 usa Intel Bridge para rodar apps de Android inclusive em PCs AMD

Windows 11 usa Intel Bridge para rodar apps de Android inclusive em PCs AMD

Windows 11 vai rodar aplicativos de Android graças ao Intel Bridge; tecnologia funciona com processadores AMD

Emerson Alecrim Por

O anúncio da nova Microsoft Store trouxe uma revelação deveras interessante: a loja terá aplicativos de Android que poderão ser instalados no Windows 11. Isso será possível graças à tecnologia Intel Bridge. Mas não pense que, por conta disso, o funcionamento dos apps se limitará a computadores com chips da marca.

TikTok e outros apps de Android rodarão no Windows 11 (imagem: divulgação/Microsoft)

TikTok e outros apps de Android rodarão no Windows 11 (imagem: divulgação/Microsoft)

PCs baseados em processadores AMD ou com tecnologia ARM também rodarão aplicativos Android no Windows 11. Isso porque a tecnologia Intel Bridge não depende de nenhum recurso exclusivo dos chips fabricados pela companhia.

Intel Bridge é o nome de um “pós-compilador de tempo de execução” que traduz aplicativos de outras plataformas — aqui, Android — para instruções x86 que podem ser executadas tanto por processadores Intel quanto por AMD.

A confirmação veio da própria Intel. Ao The Verge, a companhia declarou que “acredita que é importante prover essa capacidade em todas as plataformas x86 e que projetou a tecnologia Intel Bridge para suportar todas elas (incluindo plataformas AMD)”.

Em tese, chips baseados em tecnologia ARM não precisam dessa camada de tradução. Assim, é provável que computadores do tipo não requeiram o Intel Bridge para executar apps para Android no Windows 11. De todo modo, os detalhes sobre essa possibilidade ainda serão apresentados pela Microsoft.

Apps Android virão de parceria com Amazon

Microsoft Store do Windows 11 traz apps de Android (imagem: divulgação/Microsoft)

Microsoft Store terá apps de Android (imagem: divulgação/Microsoft)

Os aplicativos Android disponíveis para Windows 11 poderão ser encontrados na Microsoft Store. Mas, quando uma instalação for solicitada, o procedimento será feito a partir da Amazon Appstore. Essa parceria provavelmente exigirá que o usuário tenha conta em ambas as lojas.

Depois de instalado, o aplicativo poderá rodar em tela cheia ou em uma janela que simula o formato de um smartphone, por exemplo, bem como poderá ser fixado à barra de tarefas ou ao Menu Iniciar.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando