Quem diria. Conhecida por pregar valores como inclusão e liberdade, a Fundação Linux se vendeu ao sistema e agora está oferecendo um cartão de crédito nos EUA. Mas não, não abriram um banco de código aberto. Na realidade se trata apenas de um cartão de crédito Visa absolutamente normal, só que com o simpático Pinguim que serve de mascote ao S.O. estampado na frente.

A Fundação Linux receberá a quantia de US$ 50 a cada ativação de LinuxCard (eu inventei esse nome agora, gente) e uma pequena comissão sobre cada compra realizada sobre o modelo. “O cartão é destinado àqueles que querem mostrar seu apoio e comprometimento com o Linux e uma maneira fácil de se contibuir com seu crescimento”, diz a fundação em comunicado oficial.

Quer pagar quando? Diz aí

Toda arrecadação gerada pelo cartão será usada no desenvolvimento do kernel criado por Linus Torvalds, financiando o pagamento de programadores, desenvolvedores e provavelmente numa cafeteira bem bacanuda.

Aos mais empolgados, uma má notícia: por hora a novidade não está disponível cá por estas terras.

Com informações: Linux Foundation.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@andradevini
esse era legal de ter, é bonito =]]
Hernani
Imagine a caixa pedindo seu cartão de crédito, e você mostra um com um pinguim estampado, que moral vai ficar ahuahuahahuaa
Guilherme Mac
No BB mostra sim. Se não aparecer em algum caixa pode ser um exemplar que não tenha, já que a migração demora, não é de um dia pro outro.
Leonardo Camiza
Sim, todo o sistema do Banrisul é Linux e eles expõem a marca nos caixas eletrônicos, o Tux. O sistema do BB também é Linux, mas eles não mostram o logotipo nos caixas eletrônicos.
Jesus Cristo
Nada contra sarcasmo, mas o texto da matéria mostra total falta de conhecimento do redator acerca do assunto. A Fundação Linux e todas organizações vinculadas à licenças colaborativas, não são monstros eremitas que, em suas cavernas, usando suas ferramentas próprias e rudimentares, defendem seus valores de liberdade e inclusão e combatem 'O Sistema' dos outros: são o inverso disso!
Renyer
“Quem diria. Conhecida por pregar valores como inclusão e liberdade, a Fundação Linux se vendeu ao sistema e agora está oferecendo um cartão de crédito nos EUA.” Queria saber o que isso tem a ver? Alfinetada desnecessária.
@ThiagoCapuano
Cara eu não vou nem comentar. Quem não gostou que sustente a organização com o bolso.
Luke Gildenlöw
por aqui tem uns caixas eletrônicos que exibem o pinguim, eles usam esse mesmo desenho do pinguim no programa do banco. acho que é o Banrisul
Roberto
Tudo que for para ajudar a Fundação Linux eu acho válido...
rafael.v90
Concordo! rs Mas no caso não será dinheiro meu hehe, já que não gostaria de ter um cartão desses! :D A propósito, é uma ação de marketing muito inteligente, na real! Só acho que ficar falando em "comprometimento", só por ter um cartão com uma marca, não é correto. Mas ainda assim, muito boa a ação de marketing!
Marcell Almeida
Legal pra caramba! Mas não acredito que o Linux tenha se vendido. Achei uma boa atitude além de um excelente Marketing. Todos esses sistemas de bancos usam Linux(pelo menos a grande maioria deles) então não vejo porque não existir um cartão desses.
Bruno Gall
Cartão de Credito Linux Foundation, seu cartão de crédito livre, sem limites, mas modere na para a conta xD
Tux Ceara
noticia velha, já foi postada por vários blogs, até a folha http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u601508.shtml
kylefurtado
Um cartão de crédito com código aberto? Passo. qqq
Breno Brito
Caramba! Bem legal =)
Exibir mais comentários