Um Audi TTS guiado por computadores, sem qualquer ajuda de um homo sapiens atrás do volante, foi o primeiro veículo autônomo a participar de uma competição automobilística. O feito aconteceu na tradicional prova de subida de montanha de Pikes Peak, nos EUA, uma das corridas mais antigas por esporte-motor mundial, atualmente em sua 88ª edição.

Desenvolvido pela universidade de Stanford em conjunto com a Oracle e o laboratório de pesquisas da Volkswagen (dona da Audi), o veículo é equipado com uma série de sensores e sistemas de navegação capazes de “lerem” as condições da estrada em tempo real e de tomarem decisões sozinhos.

“Ao firmar parcerias com empresas de tecnologia do Vale do Silício nós estamos procurando desenvolver tecnologias inovadoras em nossos veículos e redefinir o que entendemos como impossível”, afirmou Burkhard Huhnke, diretor de pesquisas da montadora alemã. “Nossa meta é aprimorarmos a segurança no trânsito e salvar vidas criando sistemas extremamente sofisticados”, completou.


(Link no YouTube)

Apesar de representar a fina flor da tecnologia automobilística e de ter um velho e bom motor a combustão com saudáveis 265 cv de potência debaixo de seu capô, o desempenho do Audi autônomo ainda não foi dos melhores. O carro completou a corrida em longos 27 minutos, enquanto especialistas estimam que um carro semelhante guiado por um piloto tradicional – desses de carne e osso – faria o mesmo percurso em 17 minutos.

Se você ainda acha que veículos que dirigem sozinho deverão ficar limitados à ficção científica ou a experimentos excêntricos, é bom repensar suas opiniões sobre o assunto. Há pelo menos seis meses o Google vem testando, nos arredores de sua sede, em Montain View, Califórnia, carros – pacatos modelos ecológicos Toyota Prius – capazes de dirigirem sozinho mesmo sob trânsito intenso, levando motoristas humanos na carona apenas para contornas eventuais emergências.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hernani
Daqui alguns dias você poderá levar seu filho de carro para a escola sem sair de casa
kylefurtado
Bacana.
RaphaelDDL
Aí dá BSoD (tela azul) no carro e vc morre na batida, dormindo xD
RaphaelDDL
Logo logo o computador vai fazer Drift's nas curvas, aí sim ele sobe rapido riariairiar
@gkuhn1
Concordo. Aceitaria tranquilamente até se necessário 30 minutos antes. Com toda certeza iria durmindo até o trabalho. Assim como faço qndo vou de onibus. Seria uma maravilha!!! :D
@Cobalto
É pouca coisa se for comparar um carro pilotado por um humano com um pilotado por computador tomando decisão em tempo real, digo.
chuvadenovembro
Só fazer um upgrade no processador, problema resolvido :D
@mosblenarufa
17 minutos para 27 é quase 50% de atraso,se você demorasse 2h,pela mesma logica seria 3h,mas isso depende de porque o atraso...
@lixbearg
Não, eu também acho... Principalmente se isso for usado para salvar esses incompetentes que se matam todos os dias dirigindo bêbados ou desrespeitando as leis de trânsito... Bem que um dia poderiamos só ligar o carro, dizer o destino, e ele seguir inclusive instruções transmitidas nas ruas como indicações de semáforo e limites de velocidade... [/viagem_scifi]
@tplayer
Em Pikes Peak é uma eternidade.
@lucasdnd
Eu aceitaria tranquilamente sair de casa 10 minutos mais cedo e não precisar dirigir até o trabalho.
@Cobalto
Só eu que acho que 10 minutos de diferença é pouca coisa? o.0