Início » Gadgets » Smart Monitor Samsung M5: espetáculo em versatilidade

Smart Monitor Samsung M5: espetáculo em versatilidade

Com Tizen, DeX e AirPlay 2, Smart Monitor Samsung M5 leva a versatilidade a sério, mas empresa ignorou conexões tradicionais

Darlan Helder Por
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Depois das Smart TVs, um setor já consolidado, enfim chegou o momento em que os monitores caminham para ficar inteligentes. E os sul-coreanos deram esse primeiro passo: o Samsung M5, lançado no Brasil em agosto de 2021 por R$ 1.849, é o primeiro monitor smart do mundo, que tem uma proposta híbrida, sendo recomendado para trabalho e entretenimento. Esta versão tem 24 polegadas, painel IPS LCD, resolução full HD e roda o sistema próprio Tizen, que muitos já conhecem.

Outro chamariz do M5 é o sistema de conectividade, que inclui modo Tap View, DeX, AirPlay 2, Wi-Fi e Bluetooth. A fabricante ainda envia um controle remoto para facilitar a navegação pelo sistema. Será que vale a pena investir quase R$ 2 mil no produto? Eu usei o Smart Monitor Samsung M5 por vários dias e compartilho a minha experiência de uso neste review.

Análise do Monitor Smart Samsung M5 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Monitor Smart Samsung M5 foi fornecido pela Samsung por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design, conexões e controle remoto

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Por fora, o Samsung M5 não dá nenhuma pista sobre a inteligência que há internamente. Ele segue com a linguagem tradicional de um monitor e é todo construído em plástico bem simples. Assim como a linha Dell P-19H, felizmente o M5 tem bordas ligeiramente finas e só há um queixo com a identificação da marca e um botão que possibilita desligar equipamento, controlar o volume e as entradas. Eu confesso que não precisei recorrer a ele durante o uso porque a Samsung já envia um controle remoto que facilita tudo; eu já chego nele.

Os pés de sustentação conseguiram deixar o Smart Monitor com um visual mais simpático. Mesmo assim, eu achei que eles ocupam muito espaço na mesa de trabalho e a empresa poderia ter ajustado a peça deixando-a com uma pegada minimalista. A boa notícia é que você consegue retirar facilmente e colocar a tela num braço articulado ou na parede, isso porque o monitor é compatível com suporte padrão VESA 100 x 100 mm.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na parte das conexões, a Samsung me deixou bem decepcionado. A empresa focou bastante em conectividade sem fio e esqueceu das outras conexões, ainda muito usadas. Por exemplo, o M5 tem apenas duas entradas HDMI 2.0 e uma USB convencional 3.0. A minha experiência, claro, não foi nada positiva, pois eu tenho um notebook mais antigo sem HDMI; e para conectar ao monitor, eu tive de recorrer a um adaptador DisplayPort-HDMI. A meu ver, o ideal seria ter ao menos mais uma porta USB e uma DisplayPort.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Mas, uma coisa legal que eu gostei foi o gancho na traseira do equipamento que permite passar e esconder os cabos. Eu não vou dizer que é um sistema bem elaborado como em algumas TVs, porém eu consegui “esconder” eficientemente alguns fios.

Mexer num monitor com controle remoto foi uma experiência inusitada por falta de costume. O acessório enviado pela Samsung tem o mesmo layout do controle das TVs AU8000, Neo QLED QN90A e outras. Ele já vem com os botões da Netflix e do Amazon Prime Video, enquanto o atalho do Globoplay deu lugar ao botão do navegador, o que é bem interessante, já que você pode acessar páginas da web sem um computador ou notebook conectado. Só é uma pena saber que ele funciona por pilhas e não por recarga solar.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Qualidade de imagem e som

O Samsung M5 tem 24 polegadas. A fabricante até comercializa versões maiores, porém elas não chegaram ao Brasil, ainda. Eu conversei com o pessoal da Samsung e eles confirmaram ao Tecnoblog que os modelos grandes devem chegar ao mercado nacional em algum momento, após avaliarem a receptividade do M5. Este Smart Monitor tem um painel do tipo IPS LCD com resolução Full HD (1.920 x 1.080 pixels). Ele ainda tem HDR10 e taxa de atualização de 60 Hz, o que pode afastar alguns gamers e, para ser sincero, eu não vejo que este é um produto interessante para esse público.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Mas falando da qualidade em si, o M5 tem um bom desempenho, entregando boa definição, imagens vivas dentro dos limites, ângulos de visão excelentes e brilho forte. A tela ainda é antirreflexo e, como eu literalmente trabalho ao lado de uma janela, o sistema foi útil e eficiente quando a luz natural começava a tomar conta do espaço. Não é uma exclusividade deste Smart Monitor, afinal vários monitores de categorias diferentes oferecem esse sistema.

Felizmente, eu não tive problemas com backlight ao longo da tela. No entanto, como era de se esperar, as variações de preto são um ponto limitante e vai ser muito difícil ter aqui aquele preto profundo que já conhecemos do OLED. Na parte das configurações de imagem, a Samsung não entrega muitas opções: tem o modo padrão, dinâmico e o Ultrawide Game View, que ajusta a configuração para 21:9, em ultrawide, para o usuário ter uma melhor experiência com jogos.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Ainda que não seja algo que chame a atenção de muitas pessoas, é bom saber que o Smart Monitor Samsung M5 tem alto-falante integrado. São 5 watts cada, totalizando 10 watts de potência. O som é bem alto e dificilmente você vai precisar deixar a intensidades acima dos 80%; os componentes atuam bem na hora de reproduzir músicas e filmes, mas eu senti falta dos graves, que soam em segundo plano e não ficam marcantes. Dá para assistir a um filme com eles tranquilamente? Com certeza, mas se quiser, é possível parear a tela a um fone ou caixinha de som Bluetooth.

Software e conectividade

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

E já que falamos de conectividade, a plataforma Tizen é o grande diferencial do Smart Monitor Samsung M5. Isso quer dizer que ele conta com o mesmo software das Smart TVs da marca e permite acessar rapidamente as principais plataformas de streaming, deixando o produto ainda mais versátil. Eu gosto do Tizen pela fluidez do sistema, os serviços populares podem ser abertos rapidamente e, com um notebook conectado via porta HDMI, eu pude facilmente alternar entre o software da Samsung e Windows da minha máquina. Realmente, a empresa fez um excelente trabalho nesse sentido.

A minha unidade de teste já veio com Netflix, Amazon Prime Video, Disney+, Apple TV, YouTube, Globoplay, Telecine e Samsung TV Plus, que é um IPTV gratuito com Record News, Tastemade Brasil, Euronews, Bloomberg, Nick, Turma de Mônica e mais. Outros apps podem ser instalados no monitor normalmente.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Como eu comentei em outro momento, a sul-coreana focou bastante na comunicação sem fio. O produto tem um recurso chamado Easy Connect to Screen, que permite conectar o seu notebook Windows ou MacOS ao monitor sem nenhum fio. Eu até usei a opção com o meu computador através do “Conectar” localizado na barra de tarefas do Windows, mas a qualidade ficou tão ruim, com resolução baixa e travamentos, que optei pelo tradicional, mesmo, usando cabo HDMI.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O M5 herdou outras funcionalidades encontradas nos televisores da marca: o Tap View espelha conteúdos do celular, como fotos e vídeos, para o monitor. O DeX, recurso que cria uma experiência de desktop na tela grande, também está disponível. A Samsung ainda dá destaque para o suporte ao AirPlay 2; com ele, donos de produtos Apple podem compartilhar conteúdos no Samsung M5 através de um iPhone, iPad ou Mac — a comunicação funcionou muito bem nos meus testes.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Ainda sobre conectividade, o equipamento tem Bluetooth 4.2 (poderia ser 5.0, mas tudo bem) e, mesmo pertencendo à categoria de entrada, saber que o M5 tem Wi-Fi dual-band (2,4 e 5 GHz) me deixou bem feliz.

Smart Monitor Samsung M5: vale a pena?

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Sem nenhum concorrente direto, o Smart Monitor Samsung M5 é um produto muito competente. A Samsung entrega uma primeira geração sólida, sem gambiarras ou problemas de usabilidade. O M5 é um monitor com boa imagem para a categoria: o brilho é intenso, o contraste não é o forte do painel, mas é satisfatório, ao mesmo tempo que as bordas finas favorecem a imersão de conteúdos.

Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Smart Monitor Samsung M5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Com relação ao “Smart”, me agrada saber que a empresa não só embarcou o Tizen, mas também adicionou vários recursos de conectividade, tais como DeX, AirPlay 2, Wi-Fi e Bluetooth, que fazem o eletrônico ser realmente versátil. Eu vou confessar que usar um controle remoto num monitor é uma experiência inusitada, porém o software da Samsung deixa tudo acessível, portanto você deve usar pouco o acessório no dia a dia.

O M5 é excelente, mas a fabricante pisou na bola ao economizar com as entradas. Eu entendo que o objetivo é focar na comunicação sem fio, porém nada disso adianta se o modo de espelhamento apresenta inconsistências. Mesmo com esse ponto negativo, eu vejo que ainda vale dar uma chance para o produto, até porque o custo-benefício está bem atraente. Pela primeira vez, o Smart Monitor Samsung M5 me fez querer trocar de monitor.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Everton Favretto (@evefavretto)

Tem cara de que a Samsung pegou uma TV e tirou o sintonizador e trocou o painel 720p por um 1080p
E eu não duvido nada que o processo de engenharia desse monitor tenha sido bem similar a isso mesmo.

🤷‍♀️ (@xavier)

Tô com um 27" 4K e a experiência é bem melhor que o FullHD. Aumentei a escala pra 150% e principalmente nas fontes a leitura é muito mais “bonita”, sem nada de serrilhado.

Antes tinha um de 22" e conseguia ver uns pixels, por isso acho que era o tamanho limite pra resolução.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Realmente 22" é o limite pra fullHD, mas não precisa saltar pra 4k em uma tela de 24", QHD (2.560 x 1.440 pixels) já seria o suficiente.
Acho que 4k seria mais adequado pra uma tela de 32", talvez 29".

🤷‍♀️ (@xavier)

Sim, concordo. Atualmente meu PC está penando por causa da resolução ter quadruplicado, porém parece que essas resoluções “quebradas” não vendem, por isso pularam do FHD direto pro 4K.