Início » Celular » iPhone 13 Pro Max: celular da Apple passa por teste de resistência

iPhone 13 Pro Max: celular da Apple passa por teste de resistência

iPhone 13 Pro Max, com Ceramic Shield para proteger a tela e câmera tripla de 12 megapixels, tem a durabilidade avaliada

Bruno Gall De Blasi Por

O iPhone 13 Pro Max encarou um teste de resistência nesta quinta-feira (30). O novo celular da Apple passou pela análise de Zack Nelson, do canal do YouTube JerryRigEverything, já conhecido por atestar a durabilidade de smartphones. Apesar de alguns arranhões, o telefone permaneceu inteiro mesmo ao ser dobrado.

iPhone 13 Pro Max passa por teste de resistência (Imagem: Divulgação / Apple)
iPhone 13 Pro Max passa por teste de resistência (Imagem: Divulgação / Apple)

A tela com proteção Ceramic Shield foi o primeiro ponto a ser analisado. O celular só começou a apresentar arranhões no nível 6 na escala de Mohs e os mais profundos apareceram a partir do nível 7. O resultado é próximo ao de outros celulares, como o Samsung Galaxy S21 Ultra, que foi avaliado pelo canal em janeiro de 2021.

Zack também expôs o painel ao fogo. Diferentemente de outros smartphones testados pelo canal, como é o caso do OnePlus 9 Pro, o iPhone 13 Pro Max sequer sofreu danos causados pela chama. O painel manteve-se intacto, funcional e sem manchas mesmo após um longo período de exposição à chama do isqueiro.

A parte de trás também permaneceu sem avarias ao passar a ponta de um estilete na superfície. A situação é parecida com a etapa do teste em que o celular é dobrado para verificar a sua consistência: Zack até ouviu alguns estalos inicialmente. Mas o celular não cedeu e também não apresentou nenhum dano após o procedimento.

Teste de resistência do iPhone 13 Pro Max (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)
Teste de resistência do iPhone 13 Pro Max (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)

Os maiores danos foram notados na lateral, que é feita de metal. Ao arranhar tanto a superfície quanto os botões e a gaveta para colocar o chip, o celular ficou com marcas aparentes. O mesmo é dito às câmeras de trás, cobertas com cristal de safira, que começaram a apresentar arranhões a partir do nível 6 da escala de Mohs.

“A lente da câmera grande angular regular tem arranhões começando no nível 6, 7 e 8, embora saibamos de outros telefones com tela de safira, como Kyocera Duraforce Ultra, que a safira real não começa a arranhar até o nível 8”, observou Zack Nelson.

iPhone 13 Pro Max é homologado pela Anatel

O iPhone 13 Pro Max foi homologado pela Anatel nesta segunda-feira (27) ao lado das edições Pro e Mini. Com a aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações, o celular já pode ser comercializado no Brasil. Depois, na quarta-feira (29), a agência também certificou o iPhone 13.

O modelo mais avançado da Apple manteve a tela OLED de 6,7 polegadas. Mas, além do notch reduzido, o celular conta com taxa de atualização variável de 10 Hz até 120 Hz graças à tecnologia ProMotion. O smartphone ainda possui Modo Cinema e ProRes para melhorar a qualidade das gravações de vídeos com a câmera tripla de 12 megapixels.

Com suporte ao 5G e bateria com capacidade nominal de 4.352 mAh, o celular traz o processador Apple A15 Bionic em sua ficha técnica. A Apple afirma que o chip tem CPU 50% e GPU 30% mais rápidas que a concorrência. O smartphone pode ser encontrado em quatro opções de armazenamento: 128 GB, 256 GB, 512 GB e 1 TB.

O iPhone 13 Pro Max será vendido com preços sugeridos a partir de R$ 10.499. Mas, até o momento, não há previsão de lançamento do celular no Brasil.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando