Vendas do iPhone 15 Pro Max superam expectativas, mas entregas atrasam

Analista afirma que demanda pelo iPhone mais caro supera geração anterior; por outro lado, problema na fabricação atrasará entrega dos modelos

Felipe Freitas
Por
Mão segurando celular; zoom na lente da câmera
Pré-venda do iPhone 15 Pro Max supera expectativa e confirma atraso na produção (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Deixando de lado as discussões sobre o iPhone 15, o fato é que os modelos estão com uma boa pré-venda. No caso do iPhone 15 Pro Max, versão mais premium do aparelho, o analista Ming-Chi Kuo afirma que as vendas deste modelo estão maiores do que o esperado. No entanto, as datas de entregas do iPhone 15 Pro Max foram estendidas — e o motivo não é só o grande número de pedidos.

No início deste mês, publicamos que a Apple poderia sofrer um atraso de até quatro na produção do seu iPhone mais caro por causa da Sony. A fabricante japonesa fornece os sensores de câmera do iPhone 15 Pro Max, mas ela está com problemas na fabricação do equipamento.

Aí começa a bola de neve: a Sony atrasa para a Apple; a Apple vê um aumento na busca do iPhone 15 Pro Max e o atraso na produção do smartphone eleva a data de entrega para “até novembro”, como noticiou o 9to5Mac — segundo o site, o iPhone 15 Pro Max viu a sua previsão de entrega saltar de setembro para novembro em apenas duas horas.

iPhone 15 Pro Max supera expectativas e pega público do 15 Pro

De acordo com o analista Ming-Chi Kuo, além de superar as expectativas de venda, o iPhone 15 Pro Max está “roubando” uma parcela das vendas do iPhone 15 Pro — modelo com tela de 6,1 polegadas.

Kuo acredita que a razão dessa mudança é que o público do 15 Pro decidiu migrar para o iPhone mais premium. O iPhone 15 Pro Max possui uma lente periscópica com zoom de até 5x, enquanto o “não Max” mantém o zoom de 3x.

Com esse maior número nas vendas, o novo Pro Max supera também o seu antecessor. Já as vendas do iPhone 15 e 15 Plus seguem parecidas com o ano passado.

Não custa lembrar: a nova linha da Apple foi anunciada na terça-feira passada (12) com direito a cobertura do Tecnoblog diretamente de Cupertino, nos Estados Unidos. O editor Thássius Veloso pôs as mãos nos novos smartphones e contou suas primeiras impressões. Por aqui, os produtos chegam por preços a partir de R$ 7.299. A fabricante não revelou a data de início das vendas.

Banimento do iPhone para funcionários do governo chinês

O analista também comentou o banimento de iPhones para funcionários do governo chinês — referente ao uso do celular para tarefas de trabalho. Kuo não vê que a medida impactará a venda do modelo na China.

Ming-Chi Kuo explica que o público do iPhone no país não são os funcionários públicos ou membros de empresas estatais. Logo, quem sempre foi alvo dos iPhones (os cidadãos comuns) seguirá com interesse na linha iPhone 15.

Relacionados