Início » Software » Windows 8 terá Windows Explorer com interface Ribbon

Windows 8 terá Windows Explorer com interface Ribbon

Visual é inspirado no Office 2007 e Office 2010

Por
7 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Windows 8 vem aí com uma mudança drástica no visual de um de seus aplicativos mais usados: o Windows Explorer. Aquele que normalmente é nossa primeira opção para chegar a uma pasta ou ou arquivo está passando por alterações em seu design que modificam totalmente a experiência de usuário. Se você não gosta do visual do Office 2007/2010, melhor não terminar de ler esse texto. É que o visual de Ribbon foi adotado no Windows Explorer.

A Microsoft explica ter decidido alterar o Windows Explorer depois de analisar o hábito dos usuários, mediante diversos testes de usabilidade e daquilo que eles chamam de telemetria. Chegaram à conclusão de que, de mais de 200 funcionalidades presentes no Explorer tradicional, apenas 10 delas são acionadas em mais de 80% das atividades dos usuários. Essas funções merecem destaque especial.

Windows Explorer do W8 com interface Ribbon | Clique para ver maior

Como o Copiar e o Colar, ambos tão utilizados para replicar um arquivo ou pasta de uma localidade do disco rígido para outra. Os botões para essas funções são os primeiros da interface Ribbon (algo como “faixa” em inglês) que a Microsoft desenvolveu para o Windows Explorer. Isso significa que a companhia aposta que mais e mais usuários utilizem o recurso a partir de agora.

Assim como acontece no Office 2007 e no Office 2010, as ribbons do Explorer vão se modificar de acordo com o arquivo ou pasta que foi selecionado. Não teria oferecer abrir no Photoshop um documento do Word, por exemplo, mas tem sentido (para a Microsoft) permitir que os usuários selecionem todos os arquivos de uma pasta a partir de um clique na ribbon do Windows Explorer.

Além das ribbons contextuais dependendo do item selecionado, pelo menos duas delas estão confirmadas: a de Bibliotecas e a de busca. A primeira permite organizar os arquivos de acordo com as bibliotecas especiais de conteúdo que o Windows 7 apresenta tão bem. A segunda, bom, é meio óbvia: diz respeito aos recursos de busca integrados ao Windows 8 (tomara que eles sejam melhores que os do Windows 7).

Windows Explorer: "faixa" especial para imagens

De modo geral, a minha experiência com a interface Ribbon do Office é bastante positiva. Sempre considerei que facilitou a minha vida ao trazer determinados recursos no momento exato em que poderia precisar deles, dependendo do item que eu seleciono. No entanto, sei que tem muita gente que em absoluto detesta o Office 2007 e o Office 2010 justamente por causa das ribbons.

A má notícia para esse pessoal é que a Microsoft decidiu não tornar a interface Ribbon como opcional no Windows Explorer — ou oferecer a interface tradicional junto com a nova, por assim dizer. A empresa justifica que não vale à pena manter duas versões paralelas do mesmo recurso porque haveria trabalho em dobro para adicionar e remover funções.

Também não será permitido que aplicativos de terceiros modifiquem as opções apresentadas nas ribbons do Explorer. Eles continuarão podendo explorar o menu de contexto do Explorer, mas nada de mexer nas benditas faixas. Uma ideia interessante porque preserva a experiência do usuário ao padronizar o visual entre os milhões de computadores que futuramente rodarão a próxima versão do Windows.

Mais importante de tudo, a Microsoft confirmou que enxerga o Windows Explorer como gerenciador de arquivos. Nada mais simples nem nada mais complexo do que isso. Tomara que a companhia continue com essa visão, que nos poupa de recursos fabulosos (e inúteis) no Explorer.