Início » Negócios » Funcionários mostram seus salários, prós e contras de trabalhar no Google e Facebook

Funcionários mostram seus salários, prós e contras de trabalhar no Google e Facebook

Engenheiros de software ganham quase R$ 20 mil por mês, em média.

Por
6 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A comunidade de empregos Glassdoor entrevistou centenas de funcionários de duas das maiores empresas de internet para descobrir quanto eles ganham, como é o processo de seleção e o que mais gostam na empresa. De modo geral, os funcionários do Facebook ganham um pouco mais do que os empregados de Mountain View, mas também trabalham mais e são mais estressados.

Considerando as respostas de mais de 115 funcionários de cada empresa, 71% da força de trabalho do Google destacam a alimentação e os benefícios como ponto positivo; no Facebook essa porcentagem cai para 54%. Não é novidade o estilo de trabalho do Google, com grandes áreas de lazer, alimentação grátis (com direito a ótimas sobremesas) nos restaurantes do campus e outros benefícios inimagináveis em empresas tradicionais no Brasil. Sem contar o escorregador para se deslocar pelos andares do Googleplex (não, não é brincadeira).

No Google, um engenheiro de software ganha em média R$ 18,4 mil por mês e tem uma série de benefícios. Eles devem ser bem felizes.

Entretanto, para ter todos os benefícios do Google, os funcionários ganham salários ligeiramente menores, mas ainda assim bastante altos. Um engenheiro de software do gigante das buscas ganha em média, adicionando o bônus anual, R$ 18,4 mil por mês, quase o salário de um editor do Tecnoblog. No Facebook a remuneração média é de R$ 18,9 mil por mês — ou quase R$ 230 mil por ano, como você preferir.

Ingressar no Facebook é mais fácil, mas as perguntas são tão complicadas quanto as do Google. Os candidatos precisam resolver problemas como implementar um cache de itens menos usados (igual aos itens mais usados presente em muitos softwares, mas ao contrário) e dizer qual será o maior desafio do Facebook nos próximos 5 anos. Se você for chamado para uma entrevista no Google, talvez precise estimar a capacidade total dos servidores do Gmail e encontrar a maneira mais barata de encontrar ouro no meio da Amazônia. Bem simples.

Você seria contratado?