Início » Internet » Justiça dos EUA processa Apple por cartel em ebooks

Justiça dos EUA processa Apple por cartel em ebooks

Modelo de negócios utilizado pela Apple aumentou preços dos ebooks.

Paulo Higa Por

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu um processo antitruste contra a Apple e cinco editoras norte-americanas devido aos preços cobrados por ebooks. Há dois anos as empresas são investigadas por terem alterado seu modelo de negócios, formando um possível cartel, dificultando a concorrência no setor e causando um aumento significativo de preços em toda a indústria de livros digitais.

No modelo de negócios utilizado antes da chegada da Apple, as editoras geralmente vendiam as versões digitais de seus livros pela metade do preço cobrado na edição impressa. A loja decidia quanto de lucro teria e então repassava o preço ao consumidor. Sem a necessidade de imprimir ou transportar toneladas de papel, o custo era reduzido e os lucros eram maiores.

Desde 2010, com o lançamento do iPad, o mercado precisou se adaptar ao modelo de negócios da Apple, onde as próprias editoras escolhem quanto vão cobrar e 30% da receita gerada pelas vendas são obrigatoriamente repassadas para a loja. Como as editoras controlam os valores, a concorrência natural entre lojas foi dificultada e os preços aumentaram. No Brasil não é difícil encontrar livros digitais mais caros que livros físicos, o que é um absurdo.

Em sua biografia escrita por Walter Isaacson, Steve Jobs relata:

“Nós dissemos aos editores, ‘Nós vamos adotar o modelo de agência, onde vocês definem o preço e nós temos os nossos 30%, e sim, o cliente pagará um pouco mais, mas de qualquer maneira isso é o que vocês querem.

Eles foram para a Amazon e disseram: ‘Ou vocês assinam um contrato de agência ou nós não vamos mais fornecer os nossos livros’.”

O governo norte-americano estuda um acordo que poderá permitir que uma das cláusulas anticompetitivas da Apple seja derrubada, onde as editoras precisam fornecer seus livros com preços menores que os oferecidos para lojas concorrentes. A Amazon.com, líder no mercado de livros digitais que gerou receita de US$ 969,9 milhões em 2011, também poderá voltar ao seu modelo de negócios original.

Com informações: Bloomberg.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@jessicacindy_
É pra isso que as gerações anteriores lutaram durante o período da Revolução Francesa em prol do liberalismo econômico? Pra explorar os consumidores? Apesar de este quesito estar presente na Constituição dos EUA, foi mais que uma obrigação a interferência do governo perante esta situação.
@AntonioVeras
Primeiro e-Book mais barato que o impresso que vi. http://tableless.com.br/livro-html5-e-css3/
Turdin
Mas isso não é uma pratica desleal de concorrência com o mercado em geral, é um mercado que só afeta eles mesmos..
Jessica
Mas isso não explica a assinatura de uma revista digital sair o mesmo preço da versão física. Editora Abril merece um prêmio por fazer isso.
Kowalski
Sem dúvida. Tinha péssimos caráter e personalidade.
Yangm
Denunciem a MSFT também: mídia do jogo comprada em Taubaté anda saindo mais barato do que comprar pela live.
@AntonioVeras
Eu prefiro pensar nesse tempo de espera como um exercício de controle de ansiedade. :D
@LBKatan
Estou pensando no Kindle também. Isso, claro, com um bom preço. Quanto à ideia de livro de papel, eu gosto muito, mas não vou pagar em um "Percy Jackson" da vida o que eu pago em um Stephen King, Dean Koontz, Patrick Rothfuss ou Neil Gaiman. Sim, isso foi pra vocês pesquisarem, se quiserem e não conhecerem os trabalhos magníficos desses mestres. =D
@LBKatan
Hahahahaha. 30 dia pra chegar em Marte tá meio rapidinho =P Mas realmente nunca esperei mais de 5 dias. Mas, na sociedade imediatista que vivemos, isso já é muito tempo. Não pra mim, que tenho todas as outras coisas do mundo pra fazer enquanto penso no meu livro que ainda vai chegar. Pode até parecer estranho, mas a sensação de que você já tem o livro mas ele ainda não chegou é legal. Claro, dentro do prazo. Se eu ficar mais de uma semana esperando não vai ser legal.
@AntonioVeras
Você mora onde filho? Marte? Já comprei tanto livro pelo Submarino, Saraiva, ou Americanas e nunca levaram mais de 5 dias para entregar. Vou considerar uma possível ironia.
@AntonioVeras
“Não é uma questão de dinheiro. Eles não podem me pagar. Eu quero é destruí-los.” Morreu pelo próprio ódio.
Kowalski
Concordo. Estou pensando em comprar o Kindle com 3G, que a Amazon vai lançar aqui. Espero que por um preço justo. No entanto, pretendo usá-lo para leituras rápidas ou quando não for possível ter o livro de papel em mãos.
Breno Caldeira
Tablets não substituem livros, nem mesmo o Kindle Fire. Mas um ereader... pqp! é o que há! É mesmo que ler no papel e não precisa de luz, gastando menos energia que lendo um livro comum. Sem falar que é vc comprando um livro da Amazon recebe a cópia na hora, sendo que no método tradicional demora uns 30 dias e ainda tem o doce valor do frete.
Patrik
Acho muito os 30% cobrados pela Apple. Pra mim o limite tinha que ser 10%.
Kowalski
Aqui há mais detalhes sobre o gênio ruim do "Deus Jobs" (explicados por ele mesmo): http://info.abril.com.br/noticias/mercado/odio-de-steve-jobs-pelo-android-era-real-diz-biografo-05042012-23.shl
Exibir mais comentários