Twitter não gosta de usuários que kibam piadas

Escritora Olga Lexell denunciou tweets que foram plagiados e eles foram devidamente apagados

Jean Prado
Por

Você publica um tweet que provavelmente vai fazer muito sucesso, mas em vez de retweets e curtidas, alguém kiba (copia) o que você escreveu e recebe crédito por isso. Chato, não? O Twitter sabe disso e passou a deletar piadas plagiadas, ao considerar o tweet original como merecedor de direitos autorais.

Um caso recente aconteceu com Olga Lexell (@runolgarun), que é uma escritora independente. Ao ver que seu tweet engraçado foi copiado por outras pessoas, Olga os denunciou para o Twitter, que apagou as cópias. A escritora escreveu mais tarde na rede social que, como freelancer, depende de suas piadas no Twitter para exercer a profissão, e por isso acredita que os outros usuários não devem copiar suas mensagens sem o devido crédito.

Olga ainda disse ao The Verge que essa não é a primeira vez que a rede social apaga piadas que outros usuários copiam dela. O formulário havia sido preenchido antes e o Twitter havia apagado as mensagens alguns dias depois, sem pedir mais informações. Olga ainda diz que alguns usuários que kibaram seus tweets eram apenas contas automatizadas para isso.

tweet-kibe

Os tweets copiados foram apagadas sob DMCA (Digital Millennium Copyright Act), uma lei americana que garante, dentre outras coisas, direitos autorais a criadores de conteúdo, incluindo vídeos e fotos. É comum que vídeos sejam deletados do YouTube por conterem músicas protegidas por copyright, por exemplo, mas esse regulamento não havia sido aplicado antes para as mensagens de 140 caracteres.

Ainda não está clara qual é a metodologia que o Twitter faz para verificar a fonte dessas piadas. Usuários podem, por exemplo, copiar mensagens de outras redes sociais, postar no Twitter antes de todo mundo e dizer que foram de sua autoria, caso o método de verificação seja apenas interno. Vai saber.

Se você sentiu que suas piadas foram kibadas por outros usuários, o formulário para denunciar esse tipo de plágio pode ser acessado aqui (apenas em inglês).

Relacionados

Relacionados