Arquivo Internet

Twitter compra Magic Pony, empresa que faz mágica com imagens de baixa qualidade

Algoritmos conseguem deixar imagens ruins com qualidade melhor e comprimir (e muito) vídeos

Jean Prado
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Jack Dorsey foi às compras na manhã desta segunda-feira (20). O Twitter anunciou a aquisição da startup Magic Pony Technology, que usa aprendizagem de máquina para compressão e estudo de vídeos e imagens. O valor da transação não foi revelado publicamente, mas fontes dizem ao TechCrunch que o gasto foi de US$ 150 milhões.

magic-pony

No blog oficial do Twitter, o CEO Jack Dorsey disse que as tecnologias criadas pela Magic Pony serão usadas para “melhorar nossa presença em transmissões ao vivo e abrem uma série de possibilidades criativas empolgantes para o Twitter”. Já é a terceira startup com foco em aprendizagem de máquina comprada pela rede social, que possui um time de engenheiros especializados no assunto, o Cortex.

O time da Magic Pony é bem animador. 11 pessoas têm doutorado em várias áreas diferentes da computação, sendo especialistas em aprendizagem de máquina e realidade virtual e aumentada. Zehan Wang, cofundador da empresa, trabalha com processamento de informação visual e estuda como pode identificar características das imagens para processá-las de outras formas. Veja a prática abaixo:

Screen Shot 2016-06-20 at 12.04.31

Essa textura, de um muro de tijolos desgastado, foi gerada automaticamente. Uau.

Saindo do tecniquês, o MIT Technology Review mostrou como a empresa funciona por dentro há alguns meses. É possível, por meio de algoritmos e esse sistema de redes neurais da IA, adicionar mais detalhes a partir do que já existe na imagem. O sistema pode tanto gerar texturas complexas quanto otimizar o live stream de um jogo em tempo real, deixando partes embaçadas mais visíveis.

improving.video.2x254

Também é uma especialidade da Magic Pony a criação de vídeos de alta qualidade a partir de fontes com baixa resolução ― a partir de uma GPU tão simples quanto a de um celular. Essas qualidades são importantes porque o Twitter é muito forte na plataforma mobile, com muitas transmissões (Periscope) e conteúdo (Vine) feitos exclusivamente pelo celular, mas vistos em todas as plataformas.

A imagem ao lado mostra como um personagem pixelado conseguiu ficar bem mais visível com a tecnologia da empresa.

Os desenvolvedores da Magic Pony também são especialistas em compressão de vídeos. “Nossa tecnologia pode ser aplicada em qualquer pipeline e codec e traz uma compressão adicional de 50%”, disse Rob Bishop, outro cofundador e CEO, no evento para startups [email protected].

Parece mágica, né? É daí que vem o nome da startup: “é tão inacreditável quanto um pônei mágico”. O fato deles terem desenvolvido uma tecnologia que analisa e melhora o conteúdo de cada parte do vídeo em tempo real, mesmo com um processador de celular, mostra que podemos ver grandes novidades no Twitter daqui a algum tempo.

Jean Prado

Autor

Jean Prado é jornalista de tecnologia e conta com certificados nas áreas de Ciência de Dados, Python e Ciências Políticas. É especialista em análise e visualização de dados, e foi autor do Tecnoblog entre 2015 e 2018. Atualmente integra a equipe do Greenpeace Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque