Google proíbe o uso de Windows pelos funcionários

Paulo Graveheart
Por

Eis uma notícia que provavelmente deve estar fazendo muita gente da Microsoft ficar tão careca quanto o Ballmer: depois da provável invasão chinesa às máquinas do Google, a empresa estaria limitando o uso dos sistemas operacionais à apenas Linux e Mac OS X, cabendo aos novos funcionários escolher qual sistema usar. Usuários que mesmo assim quiserem usar o Windows deverão pedir (e conseguir!) autorização direta dos CIOs da empresa.

Tux não podia estar mais feliz

O motivo alegado foi a invasão dos servidores do Google na China no começo do ano que teria ocorrido por falhas de vulnerabilidade do Windows. De uma certa forma, a decisão faz sentido: não há porque continuar usando um sistema com falhas de segurança que comprometam a estabilidade do serviço ou até mesmo a segurança dos dados. Por outro lado, a notícia é um pesadelo para a Microsoft, que desde o lançamento do Windows 7 vem fazendo de tudo para firmar a plataforma Windows como segura e estável. Oras, se o todo-poderoso Google desiste do sistema, o que impede outras empresas de seguirem o exemplo? E considerando as diferenças de custo entre uma migração para Linux e uma migração para OSX, qual seria a escolha mais óbvia para empresas menores? 😛

De qualquer forma, ainda não há um pronunciamento oficial do Google sobre o assunto, já que segundo o Financial Times essa informação veio de fontes não-identificadas dentro da empresa.

Se a notícia se confirmar, será interessante se gigante de busca liberar a porcentagem de usuários usando Linux dentro de sua estrutura. Provavelmente a maioria terá escolhido usar Mac, mas nunca se sabe. 🙂

Relacionados

Relacionados