Apple cria tecnologia anti-SMS pornográfica

Rafael Silva
Por

Ou ao menos é o que parece, de acordo com uma patente que foi garantida à empresa hoje. Originalmente requisitada pela Apple em meados de 2008, a patente diz respeito a “sistemas, dispositivos e métodos de filtrar mensagens de texto que contenham conteúdo questionável”. De acordo com o texto, a mensagem a ser enviada ou recebida pode ser bloqueada ou ter as partes ‘questionáveis’ subtraídas antes mesmo de chegarem ou saírem dos celulares.

Jobs está de olho

Embora soe bastante restritiva, a patente especifica que o controle do recurso vai estar na mão dos usuários, que podem escolher ativá-lo ou não. Provavelmente será mais um recurso da opção do ‘controle familiar’, presente nos dispositivos iOS e que permitem que pais ou responsáveis restrinjam o uso do dispositivo a conteúdos de acordo com a idade do seu filho ou filha, impedindo-os de baixar, por exemplo, aplicativos para maiores de 17 anos na AppStore.

A patente, no entanto, não diz qual o método de escolha do que é questionável ou não. Por isso mesmo é meio que um alívio que o controle desse recurso não esteja na mão da empresa da maçã.

Como a própria Apple já deixou bem claro o que é conteúdo questionável com a sua política de aprovação de aplicativos na AppStore, isso impossibilitaria usuários de iPhone de mandar aquela mensagem mais caliente uns pros outros. E seria mais um ponto a favor de celulares com Android! Ao menos até o Google pedir a licença da patente.

Com informações: Gawker, TechCrunch. Imagem: Flickr/dpstyles.

Relacionados

Relacionados