Arquivo Internet

Sujeito roubou US$ 12 milhões de criadora do Farmville

João Brunelli Moreno
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Um pequeno empresário de TI chamado Ashley Mitchell, de 29 anos, pode passar uma longa temporada atrás de grades reais por algo que fez no mundo virtual. Mitchell se declarou essa semana culpado da acusação de ter roubado o equivalente a US$ 12 milhões (R$ 20 milhões) em créditos do jogo Zynga Poker, que pode ser acessado a partir do Facebook.

Morador da pacata cidade de Devonshire Paignton, na Inglaterra, Mitchell é acusado de ter invadido milhares de contas na rede social e se apropriado indevidamente de 400 bilhões – sim, bilhões – de fichas para o jogo, que seriam vendidas no mercado negro por um valor bem abaixo da cotação oficial. De acordo com Mitchell, sua meta era lucrar o equivalente a R$ 500 mil com sua operação, mas as autoridades o impediram pouco depois dele já ter engordado seus bolsos com apenas R$ 143 mil.

O caso vem despertando atenção por abrir um precedente a respeito da propriedade de bens digitais nas terras de Vossa Majestade. Em sua defesa, os advogados de Mitchell afirmam que, apesar do roubo, a Zynga não foi privada de qualquer mercadoria.

“Este caso mostra que a a regulamentação e proteção de bens e moedas virtuais vem evoluindo rapidamente, principalmente graças ao boom das vendas de itens digitais em jogos. (…) Esse caso é particularmente interessante por mostrar que as cortes do Reino Unido podem reconhecer bens virtuais como uma propriedade legal que pode ser protegida pelo código criminal. Se o tribunal entender desta maneira, mesmo que os créditos de um jogo não sejam reais, eles poderão ser protegidos como as moedas do mundo real”, explicou o advogado e escrito Jas Purewall, que mantém um site chamado Gamer/Law, ao site Develop.

Em 2008, Mitchell já havia sido condenado pelos tribunais britânicos por invadir o sistema de uma prefeitura e alterado seus dados pessoais.

João Brunelli Moreno

Formado em comunicação e jornalismo pela Universidade Metodista de Piracicaba, João Brunelli Moreno é redator, blogueiro, roteirista e produtor de conteúdo. Venceu mais de 100 prêmios de publicidade, incluindo o 40° Profissionais do Ano realizado em 2018. Foi autor no Tecnoblog entre 2009 e 2012 cobrindo assuntos relacionados a gadgets, computadores, Apple, Google, Microsoft, entre outros.

Relacionados

Em destaque