Especiais Antivírus e Segurança

Como se proteger contra o ransomware que atacou empresas de todo o mundo

WannaCry, que sequestra arquivos de PCs, explora vulnerabilidade do Windows já corrigida pela Microsoft

Jean Prado
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Nesta sexta-feira (12), vários ataques do ransomware WannaCry foram relatados contra empresas na Alemanha, Reino Unido, Espanha, Brasil e outros países. O ataque explora uma falha do Windows para criptografar todos os arquivos da máquina e pedir um resgate de US$ 300 por computador. Felizmente, existe um patch da Microsoft desde o dia 14 de março que corrige a vulnerabilidade.

O código da atualização de segurança é MS17-010 (KB4012598). Ela protege o computador contra a execução de um código remoto iniciado por meio de uma vulnerabilidade no SMB, o protocolo de compartilhamento de arquivos do Windows. É uma atualização marcada como crítica para todas as versões do Windows a partir do Vista, incluindo as versões de servidor.

No Brasil, os funcionários da Vivo, uma das principais afetadas, relatam que estão sem trabalhar desde às 9 horas da manhã. O Tribunal de Justiça (TJ-SP) e o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) também ficaram com as atividades suspensas. Outras empresas no mundo, incluindo hospitais do Reino Unido, também tiveram os seus sistemas bloqueados.

Como se proteger contra o WannaCry

O jeito mais completo de se proteger contra o ransomware é fazer as atualizações de segurança do Windows Update, claro.

Mas também é possível baixar a atualização separada de outras se você preferir. É só entrar neste site da Microsoft, procurar pelo sistema operacional na tabela e clicar na versão. Há patches para Windows Vista, Windows Server 2008, Windows 7, Windows Server 2008 R2, Windows 8.1, Windows Server 2012 e R2, Windows RT 8.1, Windows 10 e Windows Server 2016.

Depois de clicar no link correto para a sua versão do Windows, baixe a atualização para a sua máquina; ela está disponível em 32 e 64 bits. Também há soluções alternativas listadas na página que remediam o problema, como desativar o SMBv1.

Atualização: depois do ataque massivo do WannaCry, a Microsoft decidiu liberar a correção para versões do Windows que já perderam suporte, como Windows XP, Windows 8 e Windows Server 2003. As instruções estão nesta página.

Jean Prado

Autor

Jean Prado se formou em jornalismo pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) em 2018. Em seguida, participou de um intercâmbio na Universidade de Victoria, no Canadá, onde focou em ciência política, francês e tecnologia na sociedade.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque