Início / Notícias / Brasil /

Oi quer anular metas de qualidade da Anatel para banda larga

Operadora também tenta anular metas de qualidade para telefonia celular.

Lucas Braga

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Ontem a Anatel revelou que a Oi enviou à agência um pedido um pouco inusitado, em dezembro do ano passado. A operadora de telefonia brasileira quer a anulação de diversas metas de qualidade em vários serviços que presta. E não, não é porque a Oi já cumpriu tudo: parece que a operadora não quer ter que cumprir as metas propostas mesmo. Simples assim!

Todos esses serviços sem nenhuma meta de qualidade.

A Oi pediu revisão de dois regulamentos de gestão de qualidade referentes à telefonia fixa e banda larga fixa bem como telefonia móvel. Para a telefonia fixa e banda larga, a operadora quer que a agência reguladora ignore todos os indicadores a seguir: qualidade de velocidade de conexão (seja ela na velocidade instantânea ou a média mensal), instalação dos serviços de telefonia fixa e/ou internet em até 10 dias úteis e a relação aceitável entre o número de reclamações e o numero de assinantes.

Para o serviço de telefonia móvel, a operadora quer deixar pra trás a disponibilização de um mapa de cobertura da rede, apontando as diferentes tecnologias utilizadas pela Oi, a exigência de que as chamadas se completem, bem como a exigência de que mensagens sejam entregues em, no máximo, 60 segundos. Se você pensa que acabou, tem mais: a operadora também quer anular as metas de velocidade média e instantânea para os serviços de internet móvel.

Em vez de recusar todas as solicitações de uma vez, a Anatel decidiu realizar uma consulta pública, por se tratar de “interesses de terceiros”, o que permite que a sociedade se manifeste contra ou a favor do pedido da Oi. Para fazer isso você pode enviar um e-mail com a sua manifestação para o endereço [email protected] ou enviar uma carta ao escritório regional da agência na sua cidade. Os endereços estão disponíveis no site da Anatel.

Mais: Anatel não deve medir a qualidade da banda larga, defende Oi

O TB entrou em contato com a assessoria de imprensa da Oi para saber quais os motivos desse pedido mas até o momento da publicação desse artigo a empresa não se manifestou.

Atualização às 11:25 | O texto informava que a Anatel só aceitava manifestações por carta, mas segundo a assessoria de imprensa da agência, há um endereço de e-mail para o recebimento dessas manifestações. O texto foi alterado para refletir essas novas informações.

Com informações: Teletime, TamboTech. Dica do @gabrielsubtil. Valeu, Subtil!.