Por anos, um dos conceitos futuristas mais populares é o smartphone que vira tablet: basta desdobrá-lo e aproveitar a tela maior. A Lenovo fez um protótipo seguindo essa ideia, e ele deu as caras (de novo) em um evento da empresa.

O Folio estava disponível na conferência Lenovo Tech World 2017 em Xangai, e o site China Mobile teve a oportunidade de experimentá-lo.

O dispositivo possui um display flexível de 1920 x 1440 pixels e alterna entre 7,8 polegadas no modo tablet e 5,5 polegadas no modo smartphone. Ao dobrá-lo, a borda curva da tela exibe informações como passos caminhados, previsão do tempo e música sendo reproduzida.

Normalmente, o Folio em modo smartphone exibe a interface apenas em uma metade da tela; a outra parte (na traseira) mostra o logotipo da Lenovo. Isso muda quando você tira uma foto: os dois lados do display mostram o que a câmera está vendo.

A Lenovo diz que o Folio tem mais espaço para a bateria por ser dobrável. A dobradiça, aliás, é semelhante ao que vemos na linha de laptops Yoga.

O desafio aqui é posicionar os componentes eletrônicos — memória, processador, câmera — longe das dobradiças e manter a integridade do dispositivo. Por dentro, temos um eSIM (chip de celular embutido) e um processador da série Snapdragon 800 (pode ser um 820).

O Folio foi demonstrado pela primeira vez no ano passado, junto a outro protótipo — o smartphone CPlus que se curva para caber no pulso. Pode demorar algum tempo até que eles virem produtos reais, no entanto, se isso realmente ocorrer.

A Samsung, por exemplo, demonstrou um conceito de smartphone dobrável em 2013 que ainda não se concretizou. Rumores diziam que o aparelho flexível seria anunciado este ano em fevereiro, durante a feira MWC, o que não aconteceu.

Com informações: MSPowerUser.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados