Notícias Antivírus e Segurança

Reino Unido acusa Coreia do Norte de estar por trás do ransomware WannaCry

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Lembra do WannaCry, que infectou mais de 300 mil computadores em 150 países, sequestrando arquivos de empresas e exigindo um resgate em bitcoins? Para o Reino Unido, não restam dúvidas de quem estava por trás do ataque: a Coreia do Norte.

A declaração é do ministro da segurança, Ben Wallace, em entrevista à emissora britânica BBC: “Podemos ter tanta certeza quanto possível. Obviamente não posso entrar em detalhes de inteligência, mas é uma crença arraigada na comunidade e em vários países que a Coreia do Norte assumiu esse papel [atacar os sistemas]”.

O Reino Unido foi um dos mais afetados pelo ransomware. O WannaCry criptografou arquivos de milhares de computadores do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês), impactando sistemas de refrigeração de sangue e equipamentos de ressonância magnética. Ambulâncias foram desviadas; hospitais na Inglaterra e na Escócia tiveram suas operações afetadas; e pelo menos 6,9 mil consultas foram canceladas.

O WannaCry se aproveitava de uma falha no SMB, protocolo de compartilhamento de arquivos do Windows, que permitia execução de código remoto. Quando uma máquina era infectada, a praga podia se espalhar rapidamente para todos os PCs vulneráveis na rede. A falha já havia sido corrida pela Microsoft um mês antes, mas nem todas as empresas estavam com as atualizações em dia.

Com informações: The Independent.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque