Foto por Nayuki/Flickr

Na semana passada, a Microsoft liberou uma correção de emergência para proteger o Windows contra as falhas de segurança Meltdown e Spectre. Infelizmente, essa atualização trouxe outros problemas.

Segundo o The Verge, a Microsoft fez uma pausa na distribuição desse patch para PCs com processadores da AMD, porque alguns deles não conseguem mais fazer boot.

No fórum da Microsoft, um usuário com o processador AMD Athlon 64 X2 6000+ reclama que “o sistema não faz boot, só mostra o logotipo do Windows… depois de várias tentativas malsucedidas, ele retorna a uma versão anterior e então mostra o erro 0x800f0845”. Diversas outras pessoas com processadores Athlon e Sempron têm o mesmo problema.

Um porta-voz da Microsoft diz que a culpa é da AMD, por ter fornecido dados incorretos:

Depois de investigar, a Microsoft determinou que alguns chipsets AMD não estão em conformidade com a documentação fornecida anteriormente para desenvolver as mitigações no Windows, para proteger contra as vulnerabilidades conhecidas como Spectre e Meltdown.

A Microsoft deixou de distribuir a atualização para PCs com processadores da AMD, e está trabalhando com a fabricante para resolver o problema. Se você teve problemas, visite este link e confira as soluções para o Windows 10, Windows 8.1 e Windows 7.

O Spectre permite que um aplicativo vaze informações confidenciais, como senhas, para outro aplicativo. Essa falha afeta processadores da Intel, AMD e ARM. Enquanto isso, o Meltdown — que permite acessar a memória reservada ao kernel do sistema operacional — impacta chips da Intel.

Com informações: The Verge, Engadget.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados