AMD abraça ideia do “AI PC” com os novos chips Ryzen Pro 8040

Processadores Ryzen Pro 8040 são direcionados a notebooks; AMD também anunciou chips da linha Ryzen Pro 8000 para desktops

Emerson Alecrim
Por
AMD abraça ideia do "AI PC" com os novos chips Ryzen Pro 8040 e Pro 8000 (imagem: divulgação/AMD)
AMD abraça ideia do "AI PC" com os novos chips Ryzen Pro 8040 e Pro 8000 (imagem: divulgação/AMD)

A AMD anunciou os novos Ryzen Pro 8040 para notebooks, além de modelos Ryzen Pro 8000 para desktops. Ambas as linhas prometem bastante desempenho em atividades profissionais. Mas o que chama a atenção nelas é a incorporação de uma unidade de processamento neural (NPU). É a AMD reforçando a ideia do “AI PC”.

Uma NPU lida com tarefas de inteligência artificial, deixando a CPU e a GPU livres para outros fluxos de trabalho. O componente não é novidade para a AMD. Na verdade, a companhia foi a primeira a introduzir uma NPU em chips x86. O anúncio de hoje amplia o recurso no segmento corporativo, o foco dos chips Ryzen Pro.

AMD Ryzen Pro 8040 para notebooks

Focada em notebooks corporativos, a linha AMD Ryzen Pro 8040 tem modelos com seis ou oito núcleos e TDP máximo de 54 W. Essas unidades tentam conciliar bom desempenho com autonomia de bateria, portanto.

A AMD cita, como exemplo, que o Ryzen 7 Pro 8840U é cerca de 30% mais rápido que o Intel Core Ultra 7 165H, mas tende a consumir menos energia.

Os modelos são os seguintes:

ChipNúcleos / ThreadsClock máximoCacheTDP
Ryzen 9 Pro 8945HS8 / 165,2 GHz24 MB35-54 W
Ryzen 7 Pro 8845HS8 / 165,1 GHz24 MB35-54 W
Ryzen 7 Pro 8840HS8 / 165,1 GHz24 MB20-28 W
Ryzen 5 Pro 8645HS6 / 125 GHz22 MB35-54 W
Ryzen 5 Pro 8640HS6 / 124,9 GHz22 MB20-28 W
Ryzen 7 Pro 8840U8 / 165,1 GHz24 MB15-28 W
Ryzen 5 Pro 8640U6 / 124,9 GHz22 MB15-28 W
Ryzen 5 Pro 8540U*6 / 124,9 GHz22 MB15-28 W

*O Ryzen 5 Pro 8540U é o único processador desta leva que não conta com NPU integrada.

AMD Ryzen Pro 8000 para desktops

No segmento de desktops, as novidades da AMD ficam por conta das APUs (modelos com GPU integrada) Ryzen Pro 8000 com quatro, seis ou oito núcleos de CPU. Aqui, o TDP máximo é de 65 W, como mostra a tabela de modelos:

ChipNúcleos / ThreadsClock máximoCacheTDP
Ryzen 7 Pro 8700G8 / 165,1 GHz24 MB45-65 W
Ryzen 5 Pro 8600G6 / 125 GHz22 MB45-65 W
Ryzen 5 Pro 8500G*6 / 125 GHz22 MB45-65 W
Ryzen 3 Pro 8300G*4 / 84,9 GHz12 MB45-65 W
Ryzen 7 Pro 8700GE8 / 165,1 GHz24 MB35 W
Ryzen 5 Pro 8600GE6 / 125 GHz22 MB35 W
Ryzen 5 Pro 8500GE*6 / 125 GHz22 MB35 W
Ryzen 3 Pro 8300GE*4 / 84,9 GHz12 MB35 W

*Modelos sem NPU integrada.

Repare que os modelos com final “GE” demandam menos energia, pois seu TDP é de apenas 35 W. De modo geral, a série Ryzen Pro 8000 repete a promessa de alto desempenho combinado com eficiência energética.

Em relação à série Ryzen 8000 para computadores domésticos, a linha Pro se diferencia principalmente pela disponibilização do pacote AMD Pro Technologies (também disponível na série Ryzen Pro 8040), que inclui recursos para o segmento corporativo, como o AMD Memory Guard para proteger a memória com criptografia.

Processador Ryzen Pro (imagem: divulgação/AMD)
Processador Ryzen Pro (imagem: divulgação/AMD)

Para AI PC, mas não muito

De acordo com a AMD, os novos chips atingem 16 TOPS de desempenho de NPU, o que corresponde a 16 trilhões de operações por segundo. Apesar disso, nenhum dos novos processadores alcançam os requisitos de um AI PC, de 40 TOPS.

Não é um demérito da AMD. Nem a linha Intel Core Ultra Meteor Lake chega a 40 TOPS atualmente. O que acontece é que a proposta do AI PC é muito recente. O conceito ainda está em desenvolvimento, tanto que a Microsoft vem trabalhando com a AMD e a Intel para aperfeiçoar a proposta.

Por conta disso, um AI PC capaz de lidar predominantemente com tarefas de inteligência artificial de modo local (sem depender de acesso à internet) será algo para as próximas gerações de processadores AMD e Intel.

Receba mais sobre AMD na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados