Notícias Negócios

Apple paga multa milionária por reduzir desempenho de iPhones

Apple é multada em 25 milhões de euros na França; empresa reduz desempenho de iPhones por causa da bateria

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Você se lembra do “batterygate”, quando a Apple confessou que reduzia o desempenho de iPhones por causa da bateria? A empresa ainda está sofrendo as consequências: ela foi acusada pela França de prática comercial enganosa por omissão, e vai pagar uma multa de 25 milhões de euros (cerca de R$ 120 milhões).

iPhone

A Apple foi alvo de uma investigação da DGCCRF (Direção-Geral da Concorrência, Consumo e Supressão de Fraudes). O órgão francês que a empresa não informou adequadamente aos clientes que as atualizações 10.2.1 e 11.2 do iOS iriam restringir o desempenho de iPhones para evitar desligamentos súbitos.

“Essa falta de informação aos consumidores constitui uma prática comercial enganosa por omissão”, explica a DGCCRF em comunicado. A Apple fez um acordo extrajudicial com o Ministério Público de Paris e concordou em pagar a multa milionária, além de manter um comunicado à imprensa por um mês explicando o caso.

A Apple diz à agência de notícias AFP: “nosso objetivo sempre foi criar produtos seguros e apreciados por nossos clientes; uma parte importante disso é fazer iPhones que durem o máximo possível”. Com o acordo, a empresa vai evitar uma ação judicial.

Apple permite desativar redução de velocidade

No final de 2017, a Apple confirmou que reduzia a velocidade de iPhones antigos para evitar que o aparelho desligasse sozinho. Isso chegou sem aviso ao iPhone 6, 6s e SE no iOS 10.2.1, e foi expandido para o iPhone 7 com o iOS 11.2. Desde o iOS 11.3, é possível desativar essa redução de velocidade nos ajustes.

“As baterias de íons de lítio tornam-se menos capazes de atender às demandas de pico de corrente em ambientes frios, com carga baixa ou à medida que envelhecem ao longo do tempo, o que pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos”, explicou a empresa na época.

Em 2018, a Apple reduziu o preço para substituir a bateria de seus celulares; no Brasil, ela cobrou R$ 149 em vez de R$ 449. O CEO Tim Cook disse que esse programa de substituição foi um dos culpados pela queda na venda de iPhones.

A Apple foi multada na Itália em 10 milhões de euros por reduzir a velocidade de iPhones antigos e por não avisar os clientes. Ela também foi alvo de ações judiciais coletivas nos EUA.

Com informações: MacRumors, CNET.

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque