Twitter anuncia Super Follow com assinatura para pagar por tweets

A rede social também apresentou as Comunidades, uma espécie de grupos do Facebook, só que no Twitter

Ana Marques
Por

Após meses estudando um modelo de assinaturas para aumentar as fontes de lucro da plataforma, o Twitter anunciou, nesta quinta-feira (25), um recurso chamado Super Follow. A ideia é que os usuários da rede social possam cobrar de seus seguidores o acesso a conteúdo extra. Além dessa novidade, a empresa também está lançando sua própria versão dos grupos do Facebook: as Comunidades.

Super Follow do Twitter

Twitter apresentou Super Follow, novo serviço de assinatura (Imagem: Reprodução/Twitter)

Assinaturas devem atrair mais criadores de conteúdo

Enquanto diversas outras mídias sociais já contam com um modelo de negócio que permite realizar pagamentos diretamente a criadores de conteúdo, o Twitter apresenta a sua carta para atrair mais influenciadores.

Com o Super Follow, será possível montar um plano de assinatura para que seguidores tenham acesso a conteúdo exclusivo, como tweets extras, inscrição em uma newsletter ou participação em grupos restritos.

Super Follow

Super Follow (Imagem: Reprodução/Twitter)

Em um exemplo apresentado pela plataforma, um perfil poderia cobrar US$ 4,99 mensais para disponibilizar algumas vantagens para seus fãs. Na própria rede social, muitos usuários rapidamente fizeram correlação entre o novo recurso e o OnlyFans.

Ao que tudo indica, o Twitter irá ficar com uma parte da receita, já que as assinaturas seriam um plano para obter lucro sem depender exclusivamente de publicidade, mas ainda não está claro qual será a taxa cobrada.

Comunidades do Twitter

A rede social também está diversificando a forma de descobrir novos usuários com base em interesses em comum. Com as Comunidades (algo semelhante aos grupos do Facebook), será possível descobrir novos perfis relacionados a diversos temas específicos.

Até o momento, não há informações sobre quando os recursos estão disponíveis na plataforma, mas é possível que isso aconteça em breve, começando por usuários selecionados, assim como o Twitter Spaces.