Intel lança site e campanha PC vs. Mac para que ninguém compre Apple M1

Intel estreia campanha publicitária com site e vídeos que comparam PCs com seus processadores e Macs com Apple M1

Bruno Gall De Blasi
Por

A Intel revelou uma nova campanha publicitária nesta semana. Sátira dos famosos anúncios “Get a Mac” estreados pela Apple nos anos 2000, a fabricante de chips colocou no ar um site e cinco vídeos para comparar computadores com o seu processador e Macs com Apple M1. As peças são apresentadas por Justin Long, conhecido por interpretar o Mac nos antigos comerciais da fabricante do iPhone.

Intel estreia campanha para comparar PCs e Macs com Apple M1 (Imagem: Reprodução/Intel/YouTube)

Intel estreia campanha para comparar PCs e Macs com Apple M1 (Imagem: Reprodução/Intel/YouTube)

A campanha se concentra na disputa entre os chips da companhia e os novos processadores da Apple com arquitetura ARM. Para colocá-los frente a frente, a Intel disponibilizou um site, onde mostra a vantagem de computadores que utilizem seus componentes em relação aos Macs.

A página é aberta com uma provocação à fabricante do iPhone, onde a empresa diz que muitas afirmações sobre o Apple M1 “não se traduzem para o uso do mundo real e parecem questionáveis”. Em seguida, uma tabela, que coloca os aspectos de cada um lado a lado, é apresentada ao público.

Na parte do PC, a Intel destaca elementos como o “touch na tela toda”, “centenas de jogos” e afins. Já em relação ao Mac com Apple M1, a companhia aponta os seguintes aspectos: “Touch Bar apenas”, “jogos limitados” e mais.

“O resultado final é que um PC oferece escolha aos usuários, algo que os usuários não recebem com um Mac”, diz a página. No final do site, a empresa também mostra alguns modelos de notebooks com seus componentes.

Site da Intel compara PC e Mac com Apple M1 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Site da Intel compara PC e Mac com Apple M1 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

A Intel ainda revelou cinco vídeos no YouTube na playlist “Go PC” nesta quarta-feira (17). As peças trazem o título “Justin Gets Real”, onde Justin Long, que atuou na campanha “Get a Mac”, aponta as diferenças entre os computadores.

Assim como no site, os vídeos também dão mais ênfase aos computadores com chip da Intel. Em um deles, por exemplo, a comparação se concentra na flexibilidade dos dispositivos. Neste caso, a fabricante de chips apresenta um laptop que pode ser usado como notebook ou tablet para fazer contraste ao MacBook.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que a empresa recorre à publicidade para criticar o Apple M1. Em fevereiro, a Intel veiculou peças para apontar as “deficiências” do novo chip da Apple. A fabricante ainda revelou testes de benchmark para realizar uma comparação com o Core i7; os resultados, no entanto, não convenceram.

https://youtu.be/9gtRRMd2_UI

Apple inicia transição de chips Intel para ARM

A campanha veio ao ar depois que a Apple começou a implementar o seu próprio processador no Mac. Em junho, durante a WWDC 2020, a Apple anunciou a transição para a arquitetura ARM. Os primeiros computadores com Apple M1, porém, só chegaram em 10 de novembro.

No Brasil, a Apple estreou os novos Mac Mini, MacBook Air e MacBook Pro em dezembro com preços sugeridos a partir de R$ 8.699, R$ 12.999 e R$ 17.299, respectivamente.

Com informações: ArsTechnica e MacRumors