Início / Notícias / Finanças /

Elon Musk pediu e a Binance fez: saques de dogecoin voltam após falha

Após cobrança de Elon Musk no Twitter, Binance reabre totalmente saques de dogecoin (DOGE) e explica as circunstâncias que levaram ao problema

Por

A Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, reabriu totalmente os saques de dogecoin (DOGE) nesta segunda-feira (29) após a correção de uma falha técnica. O problema chamou a atenção do autointitulado “dogefather”, Elon Musk, que foi ao Twitter na semana passada cobrar um posicionamento do CEO da exchange sobre o impedimento de saques da moeda digital baseada em um meme.

Dogecoin (Imagem: Дмитрий Шустов/Flickr)
Dogecoin (Imagem: Дмитрий Шустов/Flickr)

“Hey Changpeng Zhao (@cz_binance), o que está acontecendo com os seus clientes de DOGE? Parece suspeito”, disse o CEO da Tesla e da SpaceX ao líder da Binance em um tweet na última terça-feira (23). Musk se referia aos traders de dogecoin que, por mais de duas semanas, não puderam retirar suas criptomoedas da corretora por conta de problemas envolvendo as últimas atualizações da carteira digital do DOGE.

Binance explica motivo do problema

Em um comunicado à imprensa emitido nesta segunda-feira, a Binance explicou com detalhes o porquê do problema. Segundo a corretora, tudo não passou de uma “coincidência improvável e infeliz”, e não de “circunstâncias suspeitas” que alguns (Elon Musk) sugeriram estar acontecendo.

Ainda que o bilionário não tenha deixado claro quais eram exatamente as suas suspeitas sobre o ocorrido, nunca é um bom sinal quando uma exchange impede saques de qualquer criptomoeda. Segundo a corretora, a suspensão das retiradas de dogecoin foi resultado do alinhamento de uma série de circunstâncias que acabaram afetando somente a Binance.

Binance explica em comunicado o motivo do travamento dos saques de dogecoin (Imagem: Divulgação/ Binance)
Binance explica em comunicado o motivo do travamento dos saques de dogecoin (Imagem: Divulgação/ Binance)

“Gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para compartilhar mais alguns detalhes sobre um problema recente que os mantenedores do Dogecoin Core e a Binance experimentaram durante a atualização da carteira DOGE”, disse a corretora em comunicado.

“O que começou como uma atualização bastante direta, se tornou um problema em que os usuários do Binance não conseguiam retirar DOGE pelos últimos 17 dias. Além disso, 1634 usuários receberam transações antigas.”

A corretora também listou os eventos que culminaram na falha que durou mais de duas semanas e incomodou até o CEO da Tesla. Resumindo todo o processo, se determinada plataforma que listava dogecoin desde 2019, na versão 1.14.0 da carteira DOGE, tivesse transações pendentes em sua carteira e realizasse a atualização para a versão 1.14.2 e em seguida para a 1.14.5, um problema complicado ocorre.

“Ninguém será demitido”: Binance diz não ter culpa

Aparentemente, somente a Binance teve essa má sorte, resultando no impedimento de saques de dogecoin durante dezessete dias. Mas isso já está no passado e a corretora anunciou hoje a reabertura total do serviço, permitindo novamente as retiradas da moeda digital. No final das contas, a corretora teve que reestruturar uma nova carteira de DOGE.

Changpeng Zhao, CEO da Binance (Imagem: Reprodução/ Binance)
Changpeng Zhao, CEO da Binance (Imagem: Divulgação/ Binance)

Ninguém teve culpa, nem a Binance e nem a DOGE Network tinham conhecimento prévio deste raro problema. Portanto, fiquem tranquilos, como CZ (apelido de Changpeng Zhao) disse – ninguém será demitido”.

O dogecoin é uma “memecoin”, uma criptomoeda baseada em um meme de um cachorro Shiba Inu criada em 2013. Mesmo nascendo como uma piada, o ativo digital inusitado ganhou uma força gigantesca em 2020 e 2021, recebendo o apoio de personalidades influentes como Elon Musk, Snoop Dogg e outros famosos.

Com informações: Binance, Bloomberg