Notícias Legislação

Twitter bloqueia perfil de Luciano Hang, da Havan, após decisão da Justiça

Twitter bloqueou dono da rede de lojas Havan após decisão da Justiça; Luciano Hang criou perfil secundário para escapar de determinação do STF

Pedro Knoth
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O Twitter suspendeu na tarde desta quarta-feira (12) o empresário bolsonarista e dono das Lojas Havan, Luciano Hang. De acordo com a plataforma, a retenção da conta se deu por meio do cumprimento de uma decisão judicial, que “segue em vigor”. É a segunda vez que Hang é bloqueado pela plataforma.

Luciano Hang em evento promovido pelo Presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Anderson Riedel/ Wikimedia)
Luciano Hang em evento promovido pelo Presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Anderson Riedel/ Wikimedia)

A assessoria do Twitter confirmou ao Tecnoblog que baniu o segundo perfil de Luciano Hang, @LucianoHangBr, para cumprir com uma demanda legal: “o Twitter bloqueou a referida conta (@LucianoHangBr) uma vez que a ordem judicial que requer seu bloqueio na plataforma segue em vigor”.

Dono da Havan foi alvo de inquérito das fake news

A segunda conta de Luciano Hang tinha mais de 256 mil seguidores. Ela foi criada justamente para driblar uma decisão de Alexandre de Moraes que obrigava o Twitter, o Facebook e o Instagram a suspenderem os perfis do empresário.

Em 2020, o dono da Havan foi incluído no inquérito das fake news, criado para investigar a mobilização de aliados do Planalto para disseminar informações falsas. No escopo da investigação, estão boatos sobre a pandemia de COVID-19, tratamento precoce, sistema eleitoral brasileiro e até contra os próprios ministros do STF. Hang chegou a ser alvo de operações da Polícia Federal.

Além de ser parte da investigação contra fake news que circula no STF, Hang foi alvo do Tribunal Superior Eleitoral por espalhar desinformação.

Também por disseminar fake news, o empresário aliado do presidente Jair Bolsonaro foi convocado pela CPI da COVID para depor sobre o chamado “gabinete paralelo”, do qual foi acusado de participar.

Twitter, Facebook e Instagram cumpriram com a ordem judicial e baniram as contas do empresário, mas ele abriu perfis secundários em todas essas redes sociais. Até a manhã desta quinta-feira, com exceção do Twitter, nenhuma outra rede baniu Luciano Hang.

Luciano Hang viola regras do Twitter e é banido

Conta de Luciano Hang é suspensa no Twitter por violar as Regras (Imagem: Reprodução)

Ao entrar no perfil banido de Luciano Hang, o Twitter informa que a conta foi suspensa por “violar as Regras do Twitter”. O conjunto de normas da plataforma cita que o usuário será suspenso caso ele divulgue conteúdos manipulados, como fotos e vídeos adulteradas, e desrespeite princípios de segurança, como propagar ódio e usar a rede social para atividades ilegais.

Na primeira vez em que baniu Hang, o Twitter colocou o aviso de que a conta havia sido “retida em resposta a uma decisão judicial”. O link no aviso leva o usuário à página de ajuda global da rede social, que dá mais detalhes sobre a política de compliance da plataforma a despachos da Justiça.

Apesar de ter sido expulso das redes sociais em razão da Justiça, Hang já foi favorecido por uma decisão judicial em julho, que determinou que o Google Brasil deveria reativar um vídeo de uma entrevista sua concedida à Jovem Pan, e que foi derrubado pelo YouTube. Na gravação, o empresário defende o tratamento precoce com ivermectina, cloroquina e zinco contra a COVID-19.

Com informações: Poder 360

Pedro Knoth

Ex-autor

Pedro Knoth é jornalista e cursa pós-graduação em jornalismo investigativo pelo IDP, de Brasília. Foi autor no Tecnoblog cobrindo assuntos relacionados à legislação, empresas de tecnologia, dados e finanças entre 2021 e 2022. É usuário ávido de iPhone e Mac, e também estuda Python.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque