Kali Linux, distribuição focada em segurança, está mais bonita e funcional

Nova versão da distribuição Kali Linux inclui visual atualizado, suporte melhorado a Arm e mais ferramentas de segurança

Emerson Alecrim
Por

Há distribuições Linux para todos os gostos e necessidades. Muitas delas não são exatamente populares, mas alcançam prestígio nos segmentos aos quais atendem. É o caso da distribuição Kali Linux, que é muito usada por profissionais de segurança. O projeto acaba de chegar à versão 2022.1 trazendo visual atualizado, suporte aprimorado a chips Arm e até novas ferramentas.

Kali Linux (imagem: divulgação)
Kali Linux (imagem: divulgação)

Tendo o Debian como base, o Kali Linux é uma distribuição criada e mantida pela empresa de segurança digital Offensive Security. O projeto tem como proposta ser uma “distribuição de teste de penetração”, isto é, oferecer um conjunto de ferramentas para avaliar como e se um sistema pode ser invadido ou comprometido, basicamente.

É por isso que o Kali Linux inclui um conjunto generoso de softwares que podem ser muito úteis a analistas de segurança, administradores de sistema e afins (e também a indivíduos com intenção maliciosa, é verdade, mas esse é o risco de uma iniciativa como esta). Entre eles estão: Nmap, 0trace, Hydra, SpiderFoot e IPv6 Toolkit, só para dar alguns exemplos.

E o que Kali Linux 2022.1 traz de novo?

Não é porque uma distribuição é focada em segurança que ela não precisa oferecer de ambiente de desktop, certo? Certo. O Kali Linux 2022.1 mantém o Xfce para esse fim, mas também funciona com KDE Plasma e Gnome Shell, por exemplo.

O Kali Linux 2022.1 enriquece um pouco a experiência visual com uma atualização de tema que inclui novos papéis de parede para a área de trabalho e a tela de login, por exemplo.

Em termos funcionais, um dos destaques da nova versão é o suporte mais amplo a SSH. Em que sentido? Bom, como forma de aprimorar a segurança, muitas distribuições desativam determinadas configurações legadas relacionadas ao SSH. Como o Kali Linux é uma distribuição para testes, convém que esses recursos estejam ativos, como informa a documentação oficial:

Ferramentas usadas dentro do Kali podem se comunicar usando esses métodos desatualizados. Isso é feito para ajudar a aumentar a capacidade do Kali de se comunicar com servidores SSH mais antigos e obsoletos que ainda usam esses protocolos antigos.

A nova versão traz ainda pacotes que melhoram a execução da distribuição em dispositivos Arm, corrige bugs relacionados ao Bluetooth no Raspberry Pi e oferece uma página com documentação específica para essa arquitetura.

Outras novidades incluem a disponibilidade de ferramentas como dnsx e Email2PhoneNumber, recursos de acessibilidade e, naturalmente, correções de falhas.

Kali Linux (imagem: divulgação)
Kali Linux (imagem: divulgação)

Kali Linux 2022.1: onde baixar

O Kali Linux 2022.1 foi lançado oficialmente nesta semana. Para baixá-lo, basta acessar a página de download no site oficial. Ali, você encontra imagens para versões em x86, Apple M1, Arm (incluindo a linha Raspberry Pi), máquinas virtuais e outras.

Também há versões “live boot”, que podem rodar a partir de um pendrive ou cartão de memória.

Relacionados

Relacionados