Intel Core de 13ª geração terá até 24 núcleos e módulo opcional de IA

Processadores Intel Core de 13ª geração (Raptor Lake) serão anunciados em 2022 e manterão abordagem de núcleos híbridos

Emerson Alecrim
Por

A 12ª geração de chips Core ainda tem muito o que mostrar, mas é claro que a Intel já está trabalhando nos processadores de 13º geração (Raptor Lake). Com lançamento previsto para o segundo semestre de 2022, a linha terá modelos com até 24 núcleos e 32 threads, e poderá ser complementada com um acelerador de inteligência artificial a ser instalado em um slot M.2.

Chip Core de 12ª geração para desktops (imagem: divulgação/Intel)
Chip Core de 12ª geração para desktops (imagem: divulgação/Intel)

Só não espere que os chips Raptor Lake tenham como base um novo processo de fabricação. Assim como os atuais processadores de 12ª geração (Alder Lake), a próxima geração será baseada na tecnologia Intel 7, de 10 nanômetros.

A abordagem híbrida que marca os chips de 12ª geração também será mantida nos modelos Raptor Lake. No processador de 24 núcleos, por exemplo, 16 deles serão focados em eficiência energética enquanto os outros oito cuidarão de tarefas de alto desempenho.

Na comparação com os processadores Alder Lake, os futuros chips devem trazer mais desempenho (afinal, essa é a promessa básica de toda nova geração), mas não de modo muito expressivo. A Intel informou que busca um ganho de performance de dois dígitos, porém, como não haverá grandes diferenças entre as gerações, é prudente não pensar em algo muito acima de 10%.

Para cargas de trabalho muitas específicas, a Intel promete oferecer um módulo de aceleração para inteligência artificial que poderá ser conectado a um slot M.2. Só não está claro como esse componente funcionará e qual será o ganho de desempenho proporcionado por ele.

A Intel revelou ainda que os processadores Raptor Lake terão recursos para overclocking e serão compatíveis com o soquete LGA 1700 dos chips Alder Lake. Como já informado, os primeiros modelos da linha devem ser apresentados no segundo semestre de 2022.

Do Intel 4 ao Intel 18A: as próximas gerações

A Intel promoveu um evento para investidores na quinta-feira (17) que serviu não só para uma apresentação sobre os chips Raptor Lake, mas também para confirmar as gerações de processadores que chegarão ao mercado na sequência. Em resumo, o plano de lançamento é este:

  • 2022: Raptor Lake (13ª geração)
  • 2023: Meteor Lake (14ª geração)
  • 2024: Arrow Lake (15ª geração)
  • 2024: Lunar Lake (16ª geração)

Os chips Meteor Lake devem ser apresentados no final do 2022, mas a sua chegada ao mercado só ocorrerá no próximo ano, se não houver atrasos. Essa linha será desafiadora porque marcará a estreia da tecnologia de fabricação Intel 4, que consiste em um processo de 7 nanômetros.

Pat Gelsinger, CEO da Intel, com um wafer em mãos (imagem: divulgação/Intel)
Pat Gelsinger, CEO da Intel, com um wafer em mãos (imagem: divulgação/Intel)

Ainda em 2023, a companhia deve apresentar chips com a tecnologia Intel 3, que traz um processo de 7 nanômetros melhorado.

A chegada dos processadores Arrow Lake, em 2024, representará outro momento importante, pois marcará a estreia da tecnologia Intel 20A. Com ela, a companhia deixará de fazer medições em nanômetros e adotará o angstrom (daí a letra ‘A’ no nome).

Finalmente, os chips Lunar Lake também devem ser anunciados em 2024, mas no segundo semestre, e assim marcar a estreia da tecnologia Intel 18A.

Como 1 angstrom equivale a 0,1 nanômetro, é de se presumir que as tecnologias Intel 20A e 18A terão, respectivamente, 2 e 1,8 nanômetro. A companhia ainda não deu os detalhes, mas é mais provável, no entanto, que esses processos venham a ser equivalentes a 5 nanômetros.

Relacionados

Relacionados