Início / Notícias / Celular /

Galaxy S22 Ultra com processador da Samsung sofre com engasgos e falha na tela

Problemas no desempenho e na tela do Galaxy S22 Ultra atingem variante com o processador Exynos 2200 na ficha técnica avançada

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Samsung apresentou o Galaxy S22 Ultra com especificações de ponta. Assim como nas gerações anteriores, o celular possui variantes com processadores diferentes: Exynos 2200 e Snapdragon 8 Gen 1. A edição com o chip da Samsung na ficha técnica avançada, no entanto, vem encarando travamentos e problemas na tela. 

Samsung Galaxy S22 Ultra com Exynos encara problemas de desempenho e na tela (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22 Ultra com Exynos encara problemas de desempenho e na tela (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Os relatos são voltados apenas para o modelo com o processador da Samsung. O modelo vendido em regiões como a Europa é embalado com o Exynos 2200, chip da marca sul-coreana anunciado em janeiro com gráficos da AMD. Mas, ainda que a fabricante ressalte que não há diferenças no desempenho entre as duas variantes, a realidade do dia a dia é diferente.

As queixas foram reveladas no XDA-Developers nesta quinta-feira (24). De acordo com um artigo publicado por Adam Conway, que possui uma unidade do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200 em mãos, o celular possui problemas de performance. Em um vídeo publicado no Twitter, o smartphone trava até para desbloquear a tela e abrir aplicativos do dia a dia, como o Spotify.

Conway também afirma que os engasgos aconteceram até durante a configuração inicial do sucessor do Galaxy S21 Ultra. Ele também demonstrou testes de benchmark que tiveram resultados inferiores ao Snapdragon 8 Gen 1. Além disso, esta não é a única crítica ao telefone: “o S22 Ultra é realmente lento, uau”, disse Nils Ahrensmeier, do site alemão TechnikNews, nesta quarta-feira (23). 

Usuários relatam problemas na tela do Galaxy S22 Ultra

E os problemas não param por aí. Diferentemente do Galaxy S22 e S22+, o S22 Ultra oferece tela com resolução Quad HD+. Ou seja, caso o usuário queira, é possível recorrer às configurações do Android para mudar da resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels) para WQHD+ (3088 x 1440 pixels). Esta, porém, pode não ser uma boa ideia se você possui uma variante com Exynos.

Também pelo Twitter, um usuário demostrou o vídeo de uma unidade com que mostra a tela piscando. “Observe as falhas/artefatos gráficos no relógio da tela de bloqueio”, diz o relato feito nesta terça-feira (22). A falha acontece ao configurar a resolução WQHD+, cores naturais e utilizar um papel de parede animado (live wallpaper).

Uma publicação na comunidade da Samsung explicou como reproduzir a falha no celular. Para isto, é preciso escolher a resolução WQHD+ e ativar a taxa de atualização de 120 Hz. Depois, é preciso escolher o papel de parede animado padrão da tela de bloqueio e tentar desbloquear o telefone usando uma impressão digital. “A mesma coisa acontece no modo de tela natural e assistindo YouTube”, disse o usuário projectam.

Falha na tela do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200 (Imagem: Reprodução/Reddit)
Falha na tela do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200 (Imagem: Reprodução/Reddit)

Falha atinge apenas unidades com Exynos 2200

Apesar de acontecer apenas em modelos com Exynos 2200, os motivos das falhas ainda não estão claros. A expectativa é de que o problema seja ocasionado por algum bug relacionado apenas ao software. Afinal, basta a Samsung liberar uma atualização para que tudo seja solucionado. Ainda assim, não é lá uma situação agradável para um celular que, na Europa, custa 1.299 euros (cerca de R$ 7.475 em conversão direta).

Felizmente, os brasileiros não devem encarar os episódios de lentidão e falhas na tela. Isto porque a Samsung, diferentemente das gerações anteriores, vende o celular no Brasil com o Snapdragon 8 Gen 1. Por ora, não há queixas relacionadas aos modelos com o processador da Qualcomm e nas demais edições da linha anunciada globalmente no começo de fevereiro.

No Brasil, o preço sugerido do celular começa em R$ 9.499. 

Samsung Galaxy S22, S22+ e S22 Ultra são vendidos no Brasil com Snapdragon 8 Gen 1 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S22, S22+ e S22 Ultra são vendidos no Brasil com Snapdragon 8 Gen 1 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O que diz a Samsung?

A Samsung se manifestou em um tópico publicado em sua própria comunidade. O comunicado da fabricante, no entanto, não falou sobre os engasgos do Galaxy S22 Ultra com Exynos 2200. Confira o posicionado publicado por um representante da fabricante a seguir:

“Estamos cientes de um número limitado de dispositivos Galaxy S22 Ultra apresentando uma linha pixelizada na tela quando o cliente joga o Youtube ou desbloqueia o dispositivo com impressões digitais.

Esse problema pode ocorrer raramente quando o usuário define a resolução do dispositivo para WQHD e o modo de tela para o modo Natural.

Já trabalhamos para desenvolver um patch no Galaxy S22 Ultra e lançaremos atualizações de software para resolver o problema em breve.

Recomendamos que, até lá, altere o modo de tela para Vívido ou a resolução para FHD+ do seu dispositivo.

E, por favor, mantenha seus dispositivos atualizados com o software mais recente.”

Com informações: Android AuthorityReddit e XDA-Developers