Magalu abre rede social Compra Junto para dar descontos em quantidade

Magalu cria rede social de comércio coletivo com metas para juntar clientes e oferecer descontos agressivos de até 55%

Pedro Knoth
Por
• Atualizado há 2 meses
Magazine Luiza (Imagem: Divulgação)
Magazine Luiza (Imagem: Divulgação)

O Magazine Luiza inaugurou nesta quarta-feira (23) sua própria rede social de compras coletivas: o Compra Junto. A nova modalidade de consumo vai ficar disponível no aplicativo do Magalu e promete descontos de até 55% em produtos variados: de itens de supermercado à aparelhos de linha branca, como geladeiras.

A lógica do Compra Junto é parecida com outros aplicativos de compra coletiva, como o Facily: clientes se juntam em grupos e compartilham links de ofertas de interesse. Quanto mais a promoção circula dentro da plataforma, mais fácil fica para os usuários garantirem os descontos agressivos.

Compra Junto tem meta para obter mais desconto

A nova ferramenta é voltada para a estratégia de social commerce, que funciona diferente de um site de vendas diretas ou marketplace.

As ofertas que aparecem para os clientes do Compre Junto terão duração limitada e uma meta de interessados a ser batida. Se quiserem, os usuários têm que compartilhar os links da promoção, e formar um grupo de possíveis compradores.

Na fase de formação do grupo, quem comprar o produto em oferta terá o valor da transação do reservado no cartão de crédito. Somente após a formação de um grupo grande o suficiente, e de o número de compradores bater a meta, o dinheiro é liberado.

“O Compra Junto usa o poder da internet para potencializar benefícios, tanto para o cliente, quanto para a empresa”, conta Vinicius Porto, diretor de Experiência do Cliente do Magazine Luiza. O executivo explica que o consumidor vai procurar ofertas quase como um passatempo. “Estamos unindo a atração das promoções com o entretenimento da interação, tornando a compra proveitosa e divertida”.

Um sortimento amplo de itens vendidos pela nova plataforma serão entregues por todo o Brasil; se o cliente preferir, ele pode retirar os produtos em uma das lojas físicas do Magalu.

Em breve, uma atualização para o Compra Junto trará o recurso de geolocalização para ajudar a reduzir o custo e o tempo de entrega dos produtos. Com a nova modalidade de compra, o Magalu planeja trazer mais usuários a seu aplicativo.

Magalu entra em setor dominado por Facily

Apesar de ser a primeira dentre as grandes varejistas a inaugurar um site de compras coletivas, o Magalu deve enfrentar concorrência direta da Facily no setor. A startup de social commerce já atingiu status de unicórnio, valendo mais de US$ 1 bilhão.

Por meio de seu aplicativo, a Facily tem uma tática para atrair usuários típica de sites de compras coletivas: descontos agressivos na compra de produtos de ticket médio baixo, como alimentos e itens de mercado. A empresa cresceu durante a pandemia: até outubro, tinha registrado 7 milhões de pedidos, um aumento de 46 vezes em compras feitas antes de fevereiro de 2021.

Receba mais sobre Magazine Luiza na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Pedro Knoth

Pedro Knoth

Ex-autor

Pedro Knoth é jornalista e cursa pós-graduação em jornalismo investigativo pelo IDP, de Brasília. Foi autor no Tecnoblog cobrindo assuntos relacionados à legislação, empresas de tecnologia, dados e finanças entre 2021 e 2022. É usuário ávido de iPhone e Mac, e também estuda Python.

Relacionados