Início / Notícias / Celular /

Criador do iPhone com USB-C agora tem celular Android com porta Lightning

Engenheiro “equilibra o caos” e coloca conector do iPhone em um Galaxy A51 como brincadeira; projeto envolveu “enganar” cabos da Apple

Giovanni Santa Rosa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Todo ano, muita gente cria expectativas para um iPhone com porta USB-C. A Apple, claro, sempre desaponta essas pessoas. Agora, se tem uma coisa que absolutamente ninguém pediu é um Android com Lightning. Mas o engenheiro Ken Pillonel fez mesmo assim.

iPhone e Galaxy A51, agora unidos pelo cabo Lightning
iPhone e Galaxy A51, agora unidos pelo cabo Lightning (Imagem: Reprodução/Ken Pillonel)

A adaptação foi feita mais por diversão do que por qualquer outra coisa. Pillonel brinca que o projeto é para “equilibrar o caos”. O engenheiro montou um iPhone com USB-C em 2021. Além disso, é uma brincadeira de 1º de abril mais interessante que a maioria que vemos por aí.

O engenheiro usou um Samsung Galaxy A51 na empreitada. O resultado foi um sucesso completo: é possível usar a porta Lightning para recarregar o aparelho ou transferir dados.

Obviamente, ele encontrou alguns desafios no caminho. Segundo Pillonel, os cabos vendidos pela Apple não são “burros”.

“Eles só carregam aparelhos da Apple. Eu tive que dar um jeito de enganar o cabo para ele pensar que estava conectado a um produto da marca”, explica o criador. “E tudo isso precisa caber dentro do celular, o que é outro desafio.”

Mesmo assim, ele diz que foi mais fácil de fazer do que o iPhone com USB-C. O aprendizado que ele teve desde então ajudou.

Outra coisa que diminuiu o trabalho foi tomar menos cuidado com o acabamento. Pillonel diz que nem de longe ficou no mesmo nível do primeiro projeto.

iPhone com USB-C foi vendido por R$ 400 mil

Ao contrário do Android com Lightning, o iPhone com USB-C tem muito apelo. Tanto que, em um mês, o vídeo da modificação recebeu 1,5 milhão de visualizações. E teve gente que quis um celular assim.

Pillonel decidiu leiloar o iPhone X adaptado para usar um conector USB-C no site eBay. E ele recebeu um bom dinheiro: US$ 86 mil, o que dá R$ 400 mil nos valores de hoje.

O criador admite que a modificação no Android, porém, não gera o mesmo interesse. “Ninguém são vai querer fazer isso com seu próprio celular.”

O Galaxy A51 com porta Lightning, portanto, provavelmente vai ficar com o engenheiro. “Não quero forçar para vendê-lo, não sou esse tipo de pessoa. Quero me concentrar nos meus projetos de ciência e engenharia.”

Seja como for, Pillonel mostrou que trocas desse tipo são possíveis mesmo sem as equipes de desenvolvimento das grandes empresas.

Se a União Europeia estiver de olho nisso, ela ganhou mais um argumento. O bloco pretende tornar o USB-C padrão em todos os aparelhos — até nos iPhones.

Com informações: Engadget, MacRumors.