Início / Notícias / Aplicativos e Software /

Google Maps segue passos do Waze e vai mostrar informações sobre pedágios

Além de estimativa de gastos, Google Maps vai incluir rotas alternativas e dar a usuário opção de sempre evitar pedágios

Giovanni Santa Rosa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Pedágios são caros e, dependendo da viagem, podem ser um dos maiores custos. Por isso, é sempre bom planejar como será esse gasto. O Google Maps vai ajudar nisso em breve: o aplicativo está ganhando um recurso que mostra o valor total a ser desembolsado na estrada, bem como sugerir caminhos gratuitos.

Carros na estrada
Carros na estrada (Imagem: Xiaolong Wong/Unsplash)

A novidade foi anunciada pelo Google nesta terça-feira (5). A empresa diz que o aplicativo reunirá informações confiáveis coletadas de autoridades locais.

Em locais onde o preço do pedágio varia conforme o dia da semana ou o horário, isso será considerado. Quem usa sistemas de cobrança automáticos, como as famosas tags, também verá este valor no app, caso ele seja diferente do pagamento na hora.

O Google Maps ainda promete mostrar uma opção de rota gratuita sempre que ela estiver disponível. Também será possível marcar a configuração “Evitar pedágios” para sempre receber o caminho que não tem cobrança.

Recurso de pedágios do Google Maps
Recurso de pedágios do Google Maps (Imagem: Divulgação/Google)

Por enquanto, o recurso estará disponível em quase 2 mil estradas de Estados Unidos, Índia, Indonésia e Japão. O Google promete trazer estas informações para o Brasil em breve.

Waze e outros apps têm informações de pedágios

O recurso de pedágios no Google Maps vem sendo testado desde agosto de 2021. Na ocasião, a empresa enviou uma mensagem aos usuários inscritos no programa de preview do app sobre a implementação da ferramenta.

Quem não quer esperar pode usar o Waze. Ele mostra os valores dos pedágios brasileiros desde 2019. O aplicativo, aliás, é de propriedade do Google desde 2013.

Há também apps específicos para estimar gastos, incluindo também o consumo de combustível.

Com informações: Google.