Apple quer remover apps “desatualizados” da App Store e irrita desenvolvedores

Por e-mail, Apple notifica desenvolvedores de aplicativos não atualizados há muito tempo que terão seus apps removidos de sua loja em trinta dias; criadores criticam política

Bruno Ignacio
Por

A Apple quer “limpar” aplicativos que não receberam atualizações há muito tempo de sua loja. Um e-mail foi enviado para desenvolvedores dizendo que esses apps “desatualizados” serão removidos da App Store em trinta dias, mas ainda há a possibilidade de recorrer. Naturalmente, os criadores estão reclamando da decisão, argumentando que existem jogos completamente prontos, por exemplo, que não pedem updates.

Ícone da App Store
App Store da Apple (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Por e-mail, a Apple notificou os desenvolvedores de aplicativos que não foram “atualizados por um período significativo de tempo”, dando trinta dias para que os criadores os atualizem:

“Você pode manter este aplicativo disponível para novos usuários descobrirem e baixarem da App Store enviando uma atualização para revisão em 30 dias. Se nenhuma atualização for enviada em 30 dias, o aplicativo será removido da loja.”

Apple, em e-mail enviado a desenvolvedores de aplicativos

Ainda que a Apple planeje remover tais apps, a empresa também deixou claro que os aplicativos baixados anteriormente ainda vão permanecer nos dispositivos dos usuários. Na prática, a empresa está “limpando” projetos esquecidos de sua loja, mas seu critério tem alguns problemas, segundo desenvolvedores.

Criadores de aplicativos criticam política da Apple

No Twitter, a criadora de games mobile Emilia Lazer-Walker afirmou que a decisão não faz sentido, tendo em vista que existem vários projetos que já foram finalizados e que não cabem atualizações.

“A Apple está removendo alguns dos meus jogos antigos porque eles ‘não foram atualizados por um período significativo de tempo’. Os jogos podem existir como coisas concluídas! Esses projetos gratuitos não são adequados para atualizações ou para um modelo de serviço online, são obras finalizadas de anos atrás”

Vários outros desenvolvedores de aplicativos, como Robert Kabwe da Protopop Games, expressaram suas preocupações com a mudança. Ele também se manifestou no Twitter, dizendo que a Apple está ameaçando remover seu jogo totalmente funcional porque não é atualizado desde março de 2019.

“Esta é uma barreia injusta para desenvolvedores independentes”

Robert Kabwe, da Protopop Games

Kosta Eleftheriou, desenvolvedor do teclado FlickType para o Apple Watch, diz que a empresa derrubou uma versão do seu aplicativo feito especificamente para deficientes visuais porque não foi atualizado em dois anos. Como ele aponta em um tweet, o app Pocket God, que já foi super popular, permanece na App Store, embora tenha recebido sua última atualização em 2015.

Vários outros desenvolvedores compartilham a mesma experiência, observando que eles simplesmente não tiveram tempo de atualizar seus aplicativos ou que seus apps não precisam de nenhum update.

Apple não especifica o que é um app “desatualizado”

Na página de melhorias da App Store, a Apple afirma estar “implementando um processo contínuo de avaliação de aplicativos, removendo apps que não funcionam mais como pretendido, não seguem as diretrizes de revisão atuais ou estão desatualizados”.

Mesmo assim, a empresa não deixou uma data e hora para sabermos quando a página foi atualizada com a nova diretriz. A companhia também não respondeu a pedidos de comentários sobre a medida ao ser questionada pelo The Verge e por diversos outros veículos jornalísticos.

App Store no iPhone (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
App Store no iPhone (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O e-mail da Apple era esperado e a mudança na política da empresa para a App Store não vem de hoje. A companhia americana diz desde 2016 que começaria a remover apps “abandonados” de sua loja. Naquele ano, ela também alertou os desenvolvedores de que teriam trinta dias para atualizar seu aplicativo antes que ele fosse retirado. Assim, não fica claro se a empresa já vem realizando essa varredura ao longo dos anos ou se decidiu ser mais rígida somente agora em 2022.

Outro problema é que a Apple não descreve em lugar algum quais os critérios usados para determinar o que seria uma aplicativo desatualizado. Ou seja, ela está se baseando somente no tempo decorrido desde a última atualização do app? Ou está pensando na compatibilidade com as versões mais recentes dos iOS?

Desenvolvedores independentes são mais afetados

De qualquer maneira, os desenvolvedores seguem argumentando que os aplicativos devem permanecer disponíveis independentemente da idade, assim como os videogames antigos ainda são jogáveis ​​em consoles. Outros dizem que a política é desnecessariamente dura e afirmam que a Apple não respeita totalmente o trabalho feito em jogos independentes.

A Google Play Store também está usando a mesma estratégia para “limpar” sua loja de aplicativos. Em 2019, a empresa começou a obrigar criadores a adaptarem seus apps para versões mais recentes do Android. Já no início deste mês, a companhia anunciou que começaria a limitar a visibilidade de apps que não adequaram o nível de API após dois anos desde o lançamento da versão mais recente do sistema operacional.

Com informações: The Verge, 9to5mac

Relacionados

Relacionados