Notícias Computador

Intel anuncia Arc Pro, placas de vídeo para workstations e uso profissional

Intel Arc Pro A40 e Arc Pro A50 são direcionadas a desktops; já chip gráfico Arc Pro A30M se destina a workstations móveis

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Intel segue firme no plano de criar raízes no mercado de placas de vídeo. A companhia iniciou a semana com o anúncio de três modelos voltados a workstations (estações de trabalho) e aplicações profissionais como um todo: Intel Arc Pro A40, Arc Pro A50 e Arc Pro A30M. Todas trazem ray tracing e memória GDDR6.

Placas de vídeo Arc Pro (imagem: reprodução/Intel)
Placas de vídeo Arc Pro (imagem: reprodução/Intel)

Arc Pro A40 e Arc Pro A50: para desktops

As placas Intel Arc Pro A40 e Arc Pro A50 são direcionadas a desktops. Ambas trazem quatro portas mini-DisplayPort 1.4 com suporte a áudio e 6 GB de memória GDDR6. Também há suporte a HDMI, mas por meio de adaptadores.

Na verdade, as duas placas de vídeo são similares em várias outras especificações, incluindo a quantidade de núcleos para ray tracing (oito) e o total de unidades de execução (128) de cada uma.

Porém, a Arc Pro A50 é uma placa de vídeo fisicamente maior, que ocupa o espaço de dois slots. Essa característica não deve ser um problema se a estação de trabalho tiver um gabinete grande.

A Intel Arc Pro A50 também oferece mais desempenho. Estamos falando de até 4,8 teraflops de potência gráfica. Em contrapartida, o modelo tem o TDP mais alto do trio: 75 W.

Já a Intel Arc Pro A40 ocupa só um slot, sendo uma opção para estações de trabalho compactas. Aqui, o desempenho é menor, mas permanece interessante: 3,5 teraflops. O TDP é de 50 W.

Ambas podem trabalhar com até quatro monitores em 4K e 60 Hz ou duas telas 8K a 60 Hz.

Placa de vídeo Arc Pro A50 (imagem: reprodução/Intel)
Placa de vídeo Arc Pro A50 (imagem: reprodução/Intel)

Arc Pro A30M em notebooks

Todas as principais fabricantes do mercado lançam workstations em formato de notebook. Para esse segmento, a Intel anunciou o chip gráfico Arc Pro A30M.

A GPU também tem desempenho de até 3,5 teraflops, assim como vem com oito núcleos para ray tracing. No entanto, a quantidade de memória GDDR6 é menor em relação às placas para desktops: 4 GB. O TDP varia entre 35 e 50 W.

O suporte a até quatro monitores em 4K e 60 Hz ou a duas telas 8K a 60 Hz também está presente.

Chip gráfico Intel Arc (imagem: reprodução/Intel)
Chip gráfico Intel Arc (imagem: reprodução/Intel)

Para uso profissional

É possível usar os novos modelos da Intel para jogar? É. Dependendo do jogo, o desempenho pode ser bastante convincente. Mas as três GPUs foram projetadas para oferecer boa experiência em tarefas como tratamento de imagens, edição de vídeos e renderização gráfica.

Não é por acaso que as novidades também oferecem aceleração de hardware para o codec AV1 e estão preparadas para trabalhar com softwares como Blender, Handbrake, Premiere Pro e DaVinci Resolve Studio.

Preços? As GPUs Arc Pro A40, Arc Pro A50 e Arc Pro A30M serão enviadas diretamente a fabricantes de workstations, razão pela qual a Intel não divulgou valores.

Ao menos a companhia revelou a intenção de enviar as primeiras unidades aos fabricantes até o fim do ano.

Intel Arc Pro — ficha técnica

Arc Pro A40Arc Pro A50Arc Pro A30M
Unidades de execução128128128
Núcleos ray tracing888
Frequência base2 GHz2 GHz2 GHz
Memória (GDDR6)6 GB6 GB4 GB
Interface de memória64 bits96 bits96 bits
Largura de banda de memória128 GB/s196 GB/s196 GB/s
TDP50 W75 W50 W
TecnologiasDirectX 12 Ultimate, Vulkan 1.2, OpenGL 4.6, OpenCL 2.1, H.264, H.265, AV1, VP9DirectX 12 Ultimate, Vulkan 1.2, OpenGL 4.6, OpenCL 2.1, H.264, H.265, AV1, VP9DirectX 12 Ultimate, Vulkan 1.2, OpenGL 4.6, OpenCL 2.1, H.264, H.265, AV1, VP9
Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque