Twitter confirma testes de botão para editar, mas com limites

Para evitar alterações enganosas, ferramenta de edição funcionará por 30 minutos após a publicação, e Twitter vai mostrar versões anteriores

Giovanni Santa Rosa
Por

Um dos recursos mais pedidos por usuários do Twitter pode mesmo se tornar realidade. A empresa anunciou nesta quinta-feira (1º) que os testes do botão para editar tweets já começaram. Para quem critica a possível mudança, a plataforma garante que a função terá limites e transparência.

Twitter
Twitter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Atualmente, o Twitter não tem nenhuma forma de editar o que foi publicado.

Isso irrita alguns usuários: se um post sai com erro de digitação, por exemplo, a única opção é copiar o texto, apagar o tweet, corrigir o erro e publicar de novo.

Algumas pessoas, porém, se preocupam com o que pode acontecer se for possível editar tweets, já que publicações viralizam rapidamente na rede.

Imagine que milhares de pessoas deram retweet em um post e, depois, o autor mudou seu conteúdo para alguma coisa totalmente diferente. Seria um problema.

Limite de tempo e histórico de edições

O Twitter parece estar consciente disso tudo. No post que anuncia a novidade, a empresa explica que “os tweets poderão ser editados algumas vezes nos 30 minutos subsequentes à sua publicação”.

Também haverá um aviso dizendo que um tweet foi editado, e será possível clicar nele e visualizar as versões anteriores da publicação.

O Twitter compartilhou uma imagem que mostra como o recurso deve aparecer. Mesmo quem não tem acesso ao botão poderá ver o aviso de que um tweet foi editado e o histórico de versões.

Tweet com aviso de edição ao lado do horário
Tweet com aviso de edição ao lado do horário (Imagem: Divulgação / Twitter)

“São parâmetros que ajudam a preservar a integridade das conversas no Twitter e proporcionam um acesso público ao que foi dito por quem escreveu o tweet antes de sua edição”, diz a publicação da rede social.

Testes só no Twitter Blue

O Twitter começou a testar o botão de editar, mas só um grupo seleto terá acesso ao recurso neste primeiro momento.

A ferramenta será distribuída apenas entre alguns assinantes do Twitter Blue, versão premium da plataforma, disponível por assinatura nos EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Desde seu anúncio, em junho de 2021, já estava previsto que os assinantes teriam acesso a um botão de editar, que até então não existia.

A empresa diz que o plano é que todos os usuários do Twitter Blue tenham acesso ao recurso em setembro.