Custando menos de R$ 20, Netflix com anúncios fará disputa com canais de TV

Nova opção de assinatura chegará em 3 de novembro às 13h; propagandas serão inseridas antes e durante conteúdos, com média de 4 a 5 minutos

Yan Avelino
Por

Nesta quinta-feira (13), a Netflix anunciou um novo plano voltado para as pessoas que não abrem mão dos conteúdos da plataforma, mas não querem pagar tão caro. Chamado de Básico com anúncios, a nova modalidade de assinatura custará R$ 18,90, chegará em 3 novembro e estará disponível inicialmente em 12 países — inclusive no Brasil.

Netflix
Netflix (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O grande diferencial desse plano, como o próprio nome diz, é a inclusão de anúncios, rumor que já era ventilado há algum tempo. De acordo com a Netflix, a média de propagandas exibidas será de 4 a 5 minutos por hora — inseridas antes e durante as séries e filmes.

Outra diferença está na qualidade de vídeo, que passou de 480p para 720p (HD) — vale ressaltar que essa mudança também afetará aqueles que assinam o plano Básico.

Algo que pode não agradar a muitos é que, segundo a companhia, um número limitado de títulos não estará disponíveis. Isso se deve a restrições de licenciamento, embora a Netflix diga já trabalhar nisso.

Mais um ponto que para muitos pode não ser tão agradável é a ausência da opção de realizar downloads de filmes e séries, recurso que será exclusivo para assinantes dos planos sem anúncios.

Ainda assim, a nova opção de assinatura poderá ser acessada em qualquer dispositivo (seja na TV, no tablet, no smartphone, no console ou no computador) e um upgrade pode ser feito a qualquer momento.

Seu lançamento oficial será no dia 3 de novembro às 13h pelo horário de Brasília. O plano custará R$ 18,90 e, inicialmente, estará disponível em 12 países (Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Coreia, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México e Reino Unido).

De acordo com a Netflix, nada mudará para quem já for assinante dos planos sem anúncios que já existem.

Netflix quer disputar espaço com TV aberta e a cabo

Depois da primeira primeira queda de assinantes em 10 anos, a Netflix se uniu à Microsoft a fim de oferecer um novo plano com propagandas. Para a companhia de streaming, o Básico com anúncios “representa uma ótima oportunidade para os anunciantes”.

Segundo ela, o plano mira em um público diverso, “incluindo pessoas mais jovens, que cada vez mais não assistem à TV tradicional”, ampliando a quantidade de pessoas que podem enxergar um negócio.

A Netflix finaliza mencionando um estudo da Nielsen, que aponta para uma mudança no consumo de TV que acontece de forma rápida. De acordo com o levantamento, o streaming estaria superando a TV aberta e a cabo, o que contribuiu ainda mais para essa mudança no modelo de negócios.

Por fim, ela afirma que a “iniciativa está apenas começando” e diz que espera implementar o novo plano em mais países, embora não tenha deixado claro quais serão os próximos mercados que deverão recebê-lo.

Relacionados

Relacionados