O Memtest86+ está de volta para quem precisa testar a RAM do PC

Útil para testar memórias, Memtest86+ ficou nove anos sem atualização; nova versão funciona com PCs atuais e testa até módulos DDR5

Emerson Alecrim
Por

Se você fazia parte da turma que montava PCs ali nos anos 2000, talvez tenha boas lembranças do Memtest86+. Útil para testar e descobrir erros em memórias RAM, a ferramenta ficou quase dez anos sem ser atualizada. Agora, está tudo bem. Nesta semana, o projeto ganhou uma nova versão, que se destaca por trazer suporte a módulos DDR5.

Módulo de memória RAM (imagem: Charlie Belvin Designs/StockSnap)
Módulo de memória RAM (imagem: Charlie Belvin Designs/StockSnap)

Eu citei os anos 2000, mas a verdade é que o Memtest86 surgiu muito antes, em meados de 1994, pelas mãos de Chris Brady. Nos anos seguintes, a ferramenta ganhou popularidade por realizar testes rigorosos que, como tal, dão uma noção mais precisa do desempenho do módulo de memória.

Mas o principal trunfo do Memtest86 é mesmo facilitar a identificação de memórias problemáticas.

Às vezes, um PC apresenta problemas de desempenho, não inicializa corretamente ou exibe mensagens de erro vagas por causa de módulos de RAM defeituosos. Só que nem sempre é fácil descobrir o culpado. O Memtest86 é excelente nessa tarefa.

É Memtest86 ou Memtest86+?

Note que, no começo do texto, falo do novo Memtest86+ (com o símbolo de ‘+’ no final do nome). A explicação está no fato de este último ser um fork do Memtest86. A versão derivada foi criada por Samuel Demeulemeester, em 2004, para adicionar suporte a processadores e chips atuais na época.

Os dois projetos coexistiram bem até 2013, quando a então última versão do Memtest86+ foi lançada. No mesmo ano, o Memtest86 original foi vendido para a PassMark. A partir da versão 5, o software passou a ser distribuído como “freeware” (gratuito, mas com licença proprietária).

O Memtest86 é disponibilizado assim até hoje, mas com recursos básicos. Para quem precisa de recursos completos, é necessário adquirir a versão Pro, que custa a partir de US$ 44.

O Memtest86+ sai do limbo

Sem atualização por nove anos, parecia que o Memtest86+ seria condenado ao esquecimento. Mas, na segunda-feira (24), a versão 6 foi lançada para fazer a ferramenta renascer das cinzas.

Memtest86+ testando memória DDR5 (imagem: divulgação/Memtest86+)
Memtest86+ testando memória DDR5 (imagem: divulgação/Memtest86+)

A nova versão foi totalmente reescrita para funcionar tanto em hardware antigo quanto atual. Isso significa que a ferramenta roda até em máquinas equipadas com os chips AMD e Intel mais recentes, incluindo os processadores de 13ª geração.

Além disso, a novidade suporta UEFI, bem como é capaz de testar módulos DDR4 e DDR5. Por ter sido lançada em 2013, a versão anterior suportava, no máximo, memórias DDR3.

Memtest86+: onde baixar

O Memtest86+ 6 está disponível no site oficial. A ferramenta tem um instalador para Windows e imagens para Linux. Em todos os casos, o objetivo é criar um pendrive de boot, afinal, o Memtest86+ deve entrar em ação assim que a máquina é ligada, antes de o sistema operacional carregar.

A ferramenta é gratuita e tem código-fonte aberto, só para constar.

Relacionados

Relacionados