Finalmente temos os primeiros produtos a oferecer suporte ao Matter

Nanoleaf anunciou lâmpadas inteligentes que terão total suporte ao novo padrão; Amazon e Philips também seguirão esse caminho nos próximos meses

Ricardo Syozi
Por

Após finalizar a versão 1.0 do Matter, a CSA (Connectivity Standards Alliance) decidiu realizar um evento na quinta-feira (3). Nele, diversas marcas confirmaram os primeiros produtos que farão uso do padrão. Uma delas foi a Nanoleaf, que anunciou lâmpadas e fitas de LED desenvolvidas do zero para serem compatíveis com o protocolo.

Produtos Nanoleaf
Novas lâmpadas da Nanoleaf serão lançadas em 2023 (Imagem: Divulgação / Nanoleaf)

A empresa confirmou a chegada de quatro itens para a sua linha “Essentials smart lighting”. São três lâmpadas inteligentes de diferentes tamanhos e uma fita de LED, todas usando a tecnologia de conexão sem fio Thread.

Além disso, os produtos serão capazes de entregar mais de 16 milhões de opções de cores, com temperaturas variando entre 2.700K a 6.500K. Tudo chegará às lojas no primeiro semestre de 2023, os preços variam entre US$ 19,99 e US$ 99,99.

Gimmy Chu, CEO da Nanoleaf, disse em uma entrevista para o The Verge que acredita que esses itens serão os primeiros a suportar o padrão Matter pela conexão Thread:

Existem empresas de iluminação que permitem a ativação de lâmpadas com essa tecnologia, mas eles estão fazendo isso através de uma ponte. Nós podemos ser os únicos fazendo isso diretamente com nossas lâmpadas.

No entanto, outras marcas já anunciaram o lançamento de produtos com suporte para o Matter ou confirmaram que vão atualizar seus dispositivos atuais para o protocolo.

Casa inteligente (Imagem: Unsplash / Bence Boros)
Casa inteligente (Imagem: Unsplash / Bence Boros)

Amazon e Philips também vão entrar na brincadeira

Durante o evento, algumas companhias confirmaram o suporte ao novo protocolo.

A Amazon, por exemplo, divulgou que vai oferecer a tecnologia através de Wi-Fi para 17 dispositivos Echo e lâmpadas ainda em 2022. Para o ano seguinte, a empresa planeja trazer o Matter por Thread para mais gadgets.

Já a Philips confirmou que sua Hue Bridge é uma das primeiras a ser certificada oficialmente pela norma da CSA. A partir de uma atualização de software, todos os objetos ligados à ponte e todos os itens de casa inteligente da marca serão compatíveis com o novo padrão. Contudo, ainda nenhuma data para os updates foi divulgada.

Também vale apontar que nomes como Tuya, Aqara e Brillant, anunciaram que vão liberar o protocolo para seus gadgets e aplicativos até o fim de 2023. Desse modo, tomadas e interruptores dessas e de outras marcas terão cada vez mais compatibilidade com a versão 1.0 do Matter.

Em outras palavras, inicialmente, apenas atualizações de firmware vão acontecer, mas em um futuro próximo, teremos novidades mais palpáveis.

Lâmpada inteligente da Philips (Imagem: Paulo Higa / Tecnoblog)
Lâmpada inteligente da Philips (Imagem: Paulo Higa / Tecnoblog)

Padrão quer unir empresas e trazer mais segurança

A CSA comunicou que vai lançar o “Product Security Working Group” para o protocolo. O objetivo é oferecer um alto nível de segurança para o Matter. Sendo assim, a instituição pretende juntar cada vez mais companhias ao redor do padrão.

Atualmente, mais de 100 marcas já abraçaram a tecnologia. Por causa disso, não é absurdo pensar que em um futuro próximo, mais dispositivos e sensores diferentes farão uso desse tipo de conexão.

Por outro lado, uma casa inteligente ainda é complicada demais para um usuário comum. Cabe às empresas nos convencerem de que este é um bom momento para nos aventurarmos nesse mundo.

Com informações: Android Police.

Relacionados

Relacionados