Fedora 37 atrasa, mas chega com suporte a Raspberry Pi 4 e novo kernel Linux 6.0

Distribuição Linux Fedora 37 deveria ter sido lançada em outubro, mas foi adiada para evitar vulnerabilidade crítica no OpenSSL

Emerson Alecrim
Por

Tardou, mas não falhou. A versão final do Fedora 37 deveria ter chegado em outubro, mas uma falha no OpenSSL fez a distribuição ser adiada. Finalmente, ela está entre nós. Kernel Linux 6.0, ambiente de desktop Gnome 43 e suporte melhorado às plaquinhas Raspberry Pi 4 são as principais novidades.

Fedora 37 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)
Fedora 37 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Fedora Workstation

Se você quiser usar a distribuição em um computador pessoal, deve baixar o Fedora Workstation, variação focada justamente na experiência de área trabalho.

Graças ao Gnome 43, o Fedora 37 para desktop incrementa o desempenho e o visual dos aplicativos que acompanham o ambiente. Isso porque eles foram migrados para a versão mais recente do GTK (kit de desenvolvimento para interfaces gráficas).

Um painel de segurança que fornece mais detalhes sobre o hardware da máquina, um menu de configurações rápidas renovado e suporte melhorado a aplicações web fazem parte das outras novidades proporcionadas pelo Gnome 43.

Se você não gosta do Gnome, tudo bem. A distribuição oferece alternativas baseadas em ambientes como KDE Plasma, Xfce e Cinnamon. São as edições Fedora Linux Spins.

Fedora 37 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)
Fedora 37 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Linux 6.0, Raspberry Pi 4 e mais

Em suas entranhas, o Fedora 37 traz o kernel Linux 6.0, que proporciona suporte aos chips Intel Core de 13ª geração e às GPUs AMD baseadas na arquitetura RDNA 3.

Os desenvolvedores do projeto também destacam que, a partir de agora, a distribuição tem suporte oficial aos dispositivos Raspberry Pi 4. Isso significa que até aceleração gráfica poderá funcionar com essas plaquinhas.

O Pipewire (componente que aprimora a reprodução de vídeo e áudio) e os drivers gráficos Mesa também aparecem por aqui.

Como de hábito, o Fedora 37 traz novas versões de ferramentas pré-instaladas. Na categoria desenvolvimento, por exemplo, algumas das novidades são o Python 3.11, o Golang 1.19, o glibc 2.36 e o LLVM 15.

Aliás, foi um dos recursos pré-instalados que fez o lançamento da distribuição atrasar. A intenção era lançar o Fedora 37 em outubro. No entanto, os mantenedores decidiram adiar a liberação para evitar que a distribuição fosse lançada com uma falha crítica que afetou o OpenSSL (agora, corrigida).

Bonitinho o papel de parede, não? (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)
Bonitinho o papel de parede, não? (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Fedora 37: onde baixar

Para quem já usa a distribuição, basta procurar pela ferramenta de atualização para baixar a nova versão. Para quem quer fazer uma instalação do zero, o caminho mais fácil é baixar o Fedora 37 a partir do site oficial.

Note que, além da edição Workstation, você encontrará ali as variações Server (para servidor) e IoT (para projetos de internet das coisas).

Há também duas opções novas: Fedora Cloud (para serviço nas nuvens) e Fedora CoreOS (com recursos mínimos, para cargas de trabalho baseadas em contêiner).

Relacionados

Relacionados